Temporal

Chuvarada de sábado provoca caos em Curitiba: granizo, alagamentos, risco de desabamento e ponte interditada

(Foto: Alessandro Reis/Colaboração)

A forte chuva com formação de granizo que atingiu Curitiba neste sábado (15/1), a partir das 16h30, formou pontos de alagamento em vários bairros da capital, conforme boletim da Defesa Civil de Curitiba. Uma ponte no Cajuru foi isolada por conta de risco de desabamento de parte da estrutura.

Equipes da Defesa Civil, da Guarda Municipal, da Superintendência de Trânsito (Setran) e da Coordenadoria de Segurança de Edificações e Imóveis (Cosedi) trabalham em atendimento às ocorrências.

Entre os locais com alagamentos, os registros aconteceram em pontos específicos na região da PUCPR (Rebouças), ao longo da Linha Verde e próximos da Avenida Henry Ford (Guaíra e Lindoia), bem como em ruas de bairros como Hauer, Parolin, Portão, Água Verde e Fazendinha. Ainda no Portão, a Escola Municipal Papa João XXIII sofreu alagamento.

Houve informações de alagamentos também no bairro Alto da XV, em trechos da Rua Fernando Amaro, e, no bairro Boqueirão, entre as ruas Humberto Ciccarino e Tito Teixeira.

No Novo Mundo, Vista Alegre e Bairro Alto, ocorreram registros de risco de desabamento. Equipes da Cosedi foram deslocadas para avaliação emergencial de estruturas, como muros, calçadas e paredes, mas nenhum caso foi confirmado. No portão, houve queda de muro e, no Cajuru, informe de erosão.

No Cajuru, uma ponte da Rua Etiópia, na altura do número 181, foi interditada, após constatação de erosão e risco de desabamento de parte da estrutura. Equipes da Regional e da Secretaria Municipal de Obras Públicas (SMOP) foram acionadas para as providências e medidas cabíveis.

Lonas
Ocorreram três registros de fornecimento de lonas para residências nos bairros Cajuru, Capão Raso e Sítio Cercado. Até o presente momento sem registro de feridos, desabrigados ou desalojados.

Ainda ocorreram 21 solicitações de atendimento relacionado a queda de árvore ou de galhos em via pública e/ou bloqueando as vias. Dez solicitações de atendimento para semáforos inoperantes foram registrados pela Setran.

As equipes da Prefeitura continuam em atendimento e em alerta para possíveis emergências que possam vir a ocorrer.

Curitiba teve rajadas de vento de 39,6 km/h registradas pelo Simepar e precipitação acumulada de 62,2 mm registradas na estação pluviométrica do Cemadem (Cachoeira).

Central 156
O cidadão que precisa comunicar a Prefeitura sobre estragos provocados pela forte chuva deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão, pelo site (www.central156.org.br) ou pelo aplicativo do serviço. O atendimento é feito por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 (alagamentos) e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão, que registra as solicitações para retiradas de árvore) e pelo 153 (Centro de Operações da Guarda Municipal - fornecimento de lona).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193 - resgate) e pela Copel (falta de luz).