Na brasa

Cinco cortes bovinos para você economizar no churrasco

(Foto: Divulgação/Assessoria de imprensa)

Sendo uma paixão do brasileiro, o churrasco é sempre uma opção. Mas, na atual situação e com o aumento expressivo no valor das carnes, é preciso fazer melhores escolhas para manter a programação.

Quando falamos em carnes boas, logo se associa à picanha e a outros cortes mais nobres, entretanto, não necessariamente só cortes mais caros são os melhores, tudo é uma questão de preparo.

Então, aqui vão alguns cortes bovinos que ficam deliciosos e vão te ajudar a economizar no seu churrasco:


Ponta de Peito: fica na parte dianteira do boi, possui uma textura mais firme, mas não deixa de ser um ótimo corte para churrasco.

Para garantir uma maciez, grelhe por várias horas na parte superior da grelha. Uma boa opção é embalar no papel celofane, que simula um processo de cozimento em panela de pressão por cerca de duas horas e longe do fogo, garantindo, assim, sabor e maciez.

Se ao desembalar do celofane a carne ainda não estiver douradinha, retire o papel e a coloque de volta ao fogo só para finalizar.


Miolo de Acém: é um corte muito saboroso e tem uma boa quantidade de gordura, garantindo muita suculência.

É uma carne de cocção rápida, ou seja, o ideal é manter em fogo alto até atingir o ponto desejado. Uma curiosidade é que o corte denver steak, que tem ganhado grande popularidade, é parte do miolo de acém. Ele tem grande marmoreio e suculência, sendo a “parte nobre”.


Maminha: está localizada na parte inferior da alcatra e apresenta uma capa de gordura fina e macia, por isso, o ideal é ser preservada no preparo.

Uma sugestão é selar a peça inteira, diretamente na grelha, sob calor intenso ou também cortar em steaks e fazer no espeto, como fazemos a própria picanha. Fica deliciosa!


Paleta: também é um corte que certamente agrada aos amantes de carne, inclusive o shoulder steak é proveniente dessa parte. Recomendo um fogo forte, a cocção da carne é rápida na grelha.

O corte tem uma membrana no meio e muitos recomendam tirar, porém, eu costumo não fazer a retirada, com o fogo ela fica mole e imperceptível na textura.


Cupim: também faz parte do dianteiro do boi, é uma carne com bastante gordura entremeada, o que garante um sabor único. Minha maneira favorita de fazer cupim na churrasqueira é fazendo beefs bem fininhos e temperado com sal. Em minha opinião, não é necessário manteiga, uma vez que a quantidade de gordura natural já garante bastante sabor e maciez.


Claro que esses são só os cortes bovinos, mas frango e linguiça também fazem sucesso com a galera, portanto, vale não os excluir. Com essas dicas, você garante um super churrasco sem onerar muito o bolso.


Nilson Pinto, com mais de 40 anos de experiência em churrasco, é economista e empresário. Atualmente comanda o projeto Churrasco Vip, o qual atende diversos tipos de eventos, além de produtos e cursos. Já participou de mais de 50 festivais no Brasil , entre eles, Mr. Moo e Bbq Penedo. Já atuou na organização de festivais de Churrasco e ministra cursos.

Ele considera o churrasco não apenas uma refeição, mas uma momento importante para o brasileiro. Por isso, compartilha dicas, sugestões e receitas em suas redes sociais: @churrascovip e no canal Churrascovip by Nilson.