Assine e navegue sem anúncios [+]

Cirurgia de Hérnia de Disco - Ela É Mesmo Necessária? 

O Que É Hérnia De Disco? 

A hérnia de disco afeta milhares de pessoas e é uma das causas mais frequentes de dor nas costas. 

A coluna vertebral é composta por diversos ossos, denominados vértebras, que são separados um dos outros por discos, chamados discos intervertebrais. 

O disco intervertebral serve de amortecimento, ou seja, ele absorve o impacto que a coluna sofre. 

Mas com o envelhecimento, má posturas, excesso de peso ou carga na coluna, além de vários outros motivos, o disco pode acabar se desgastando. Com isso, pode vir a sair do seu local, formando o que chamamos de hérnia de disco. 

Muitas vezes, há um espessamento do osso na região onde o disco está alterado, formando o que se chama popularmente de "bico de papagaio". O nome correto para isso é osteófito. Isso ocorre numa tentativa do organismo em produzir mais osso e assim, proteger a coluna. 

Uma pessoa com hérnia de disco costuma apresentar sintomas de dor, justamente porque há compressão das terminações nervosas existentes na coluna. 

A hérnia de disco pode ocorrer nas diversas regiões da coluna, mas é mais comum onde a coluna sofre maior impacto ou sobrecarga, ou seja, nas regiões lombar e cervical. 

Sintomas De Hérnia De Disco 

Pessoas com hérnia de disco costumam apresentar como primeiro sintoma dor na região da hérnia. 

Geralmente, as hérnias lombares são as mais comuns. 

Essa dor pode ser localizada ou difusa e pode também acometer a parte posterior da coxa e das nádegas, quando atinge o nervo ciático, caracterizando a dor ciática. 

Esse tipo de dor é bastante frequente em hérnias de disco lombares. 

No caso de hérnias de disco cervicais, a dor pode irradiar para os braços e pode haver fraqueza muscular também associada. 

Tratamento De Hérnia de Disco 

O tratamento de hérnia de disco é geralmente conservador. Ou seja, baseado em fisioterapia e fortalecimento muscular. 

De acordo com Helder Montenegro, um dos maiores especialistas do país em tratamento de doenças da coluna, a cirurgia de hérnia de disco só é feita quando todos os outros tratamentos não têm resultados satisfatórios após três meses. 

Desta forma, a cirurgia de hérnia de disco é recomendada quando os sintomas persistem por pelo menos um mês, após repouso absoluto por pelo menos uma semana ou mais sem melhora, e quando o tratamento conservador foi tentado, sem melhora. 

Cirurgia de Hérnia De Disco - Como É Feita? 

A cirurgia de hérnia de disco pode ser feita de maneira tradicional ou de maneira minimamente invasiva. 

Na técnica tradicional, o paciente se submete à anestesia geral, é aberta a região da hérnia e o disco é substituído ou as vértebras são fusionadas. São utilizados materiais metálicos, como titânio, e não metálicos. É um tipo de cirurgia extensa e com riscos maiores. 

As técnicas são seguras e há indicações em cada uma delas. O importante é buscar um profissional experiente se a cirurgia de hérnia de disco for uma opção. 

No caso da cirurgia minimamente invasiva, ela é uma técnica mais moderna, que utiliza menos cortes e cuja recuperação costuma ser mais rápida, uma vez que os cortes sendo menores, há menor risco de hemorragia e infecções. 

Os tipos mais modernos e com recuperação mais rápida de cirurgia minimamente invasiva são as que são realizadas por meio de uma câmera (a chamada cirurgia endoscópica) ou com auxílio de um microscópio (cirurgia microscópica). 

Os riscos de uma cirurgia de hérnia de disco, sobretudo a minimamente invasiva, são pequenos, mas são os riscos de qualquer cirurgia. 

Por isso que a indicação deve ser precisa, o caso estudado e somente um profissional com muita experiência deverá fazer esse tipo de procedimento, quando o tratamento conservador não surtiu resultados. 

Após a cirurgia, o paciente pode voltar às suas atividades normais em até 10 dias. Para atividades físicas leves, deverá esperar ao menos 1 mês. 

Conclusão 

A grande maioria dos casos de hérnia de disco não necessita de cirurgia e o tratamento conservador tem bons resultados. 

No entanto, há casos nos quais a cirurgia é necessária. Há técnicas cirúrgicas modernas e minimamente invasivas, cuja recuperação costuma ser rápida.

Sempre busque um profissional experiente para avaliar o caso.

 

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK