Pandemia

Cirurgião plástico Marco Aurélio Lopes Gamborgi é o 21º profissional vítima da Covid-19 no Paraná

(Foto: Divulgação/CRM-PR)

O cirurgião plástico e ex-presidente da Sociedade de Cirurgia Plástica (SBCP) no Paraná Marco Aurélio Lopes Gamborgi morreu vítima da Covid-19, em Curitiba, nesta sexta-feira, 4. Segundo o Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR), Gamborgi é o 21º médico paranaense a morrer vítima da doença.

Em todo o Paraná, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) registra 294.680 casos confirmados e 6.304 mortes por Covid-19.

Gamborgi tinha 57 anos e atuava há mais de 30 anos. Ele estava internado em um hospital de Curitiba e morreu na tarde desta sexta-feira, conforme informações da SBCP.

O médico era conhecido e uma das referências em cirurgias voltadas às crianças com fissuras labiopalatais. São creditadas a ele, mais de 10 mil procedimentos do tipo, Gamborgi ainda era voluntário da ONG Operação Sorriso do Brasil, que leva profissionais especializados para fazer cirurgias em crianças com lábio leporino nas regiões do país onde não existe acesso ao serviço, como tribos indígenas.

O lábio leporino é uma divisão no lábio superior da criança que pode ser entre o nariz e aboca, ou chegar a atingir o nariz, maxilar e dentes. Já a fenda palatina ocorre quando o céu da boca não se fecha completamente.

Por meio de nota, o Hospital Pequeno Príncipe de Curitiba, onde o médico também trabalhava, se solidarizou com familiares, amigos e pacientes.

O corpo de Marco Aurélio Lopes Gamborgi foi sepultado no no Cemitério Parque Iguaçu, neste sábado (5).