Publicidade
Gente do bem

‘Cirurgiões do bem’ fazem ‘plástica’ na sociedade

Projeto promove eventos cuja renda vai para ações de educação e cultura
‘Cirurgiões do bem’  fazem ‘plástica’ na sociedade

Toda cirurgia plástica provoca uma transformação. E por que não juntar um grupo de pessoas que quer mudar a sociedade para realizar várias cirurgias sociais, ou seja, fazer ações que efetivamente transformem a sociedade? Esse é o objetivo do Projeto Cirurgia Plástica do Bem, uma organização não governamental que busca promover eventos culturais, esportivos e artísticos cuja renda é destinada a instituições que trabalhem na capacitação de crianças e adolescentes nessas mesmas áreas.
Coordenado pela cirurgiã plástica Giovana Romano, a ONG foi lançada oficialmente na última quinta-feira, em evento realizado no Teatro da Fábrica, em Curitiba. Cerca de 80 pessoas participaram da ação, que contou com uma palestra do escritor Eduardo Zugaib, autor do livro A Revolução do Pouquinho – Pequenas Atitudes Provocam Grandes Transformações. Ele conheceu o projeto em 2017 e cedeu a palestra como um presente para o Projeto para alavancar as suas ações.
Segundo Giovana, a ideia de criar a ONG surgiu há cerca de um ano, numa tentativa de ampliar os resultados do trabalho voluntário que vários profissionais que participam da ONG já faziam de maneira individual. Há vários cirurgiões plásticos que fazem parte do projeto e que realizam cirurgias corretivas para pessoas carentes. Mas queríamos ajudar mais gente, fazendo algo diferente, conta.
A escolha por atuar com crianças e adolescentes, inclusive, é estratégica. Fazer uma plástica é transformar, mudar a forma das coisas. Num adulto é difícil fazer isso, mas numa criança, com educação e cultura, é possível. Só que as crianças em situação de vulnerabilidade não costumam ter acesso a essas coisas, que é o que tentamos levar para elas, diz.
A ideia do projeto, inclusive, é simples. Periodicamente serão organizados eventos pela ONG – devem ser realizados pelo menos mais dois neste ano –, que servem para arrecadar os recursos que serão distribuídos. Queremos fazer uma plástica na alma, e a arte é o que recheia a nossa alma, aponta Giovana.
Quem fizer doação, então, terá uma contrapartida imediata, que pode ser uma palestra, um evento gastronômico ou um show de música, por exemplo.Empresas também podem patrocinar os eventos para promover suas marcas e divulgar seus produtos e serviços aos participantes. E toda a renda dos eventos é convertida em materiais que são entregues a instituições certificadas que trabalham com crianças e adolescentes.

Projeto Cirurgia Plástica do Bem
O que é: Uma ONG que promove eventos culturais e esportivos cuja renda é destinada a instituições que atuem no desenvolvimento de crianças e adolescentes.
Como ajudar: Participando dos eventos promovidos pela instituição. Neste ano serão pelo menos mais dois e para ficar informado quando serão e como participar, basta acompanhar a página no Facebook da cirurgiã que comanda a iniciativa ou então ficar de olho no site EventBrite (link abaixo), que é quem comercializa as entradas de cada evento.
Eventos: https://www.eventbrite.com.br/o/projeto-cirurgia-plastica-do-bem-15857403211
Site: https://www.facebook.com/giovanaromano
Mais informações: [email protected]

DESTAQUES DOS EDITORES