Série C

Com arbitragem polêmica, Paraná perde em casa e fica à espera de um milagre

(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)

O Paraná Clube perdeu por 1 a 0 para o Mirassol, nesse domingo (12) à noite, na Vila Capanema, pela 16ª rodada do Grupo B da Série C do Campeonato Brasileiro. Os dois últimos colocados de cada grupo caem para a quarta divisão. O time paranaense ficou em em 9º (e penúltimo) lugar no grupo B, com 13 pontos. O Mirassol e o São José-RS têm 19. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

O Mirassol está livre do rebaixamento no critério de desempate – número de vitórias. O Paraná ainda pode escapar da queda para a Série D, mas depende de uma combinação rara: precisa vencer nas duas últimas rodadas e torcer para que o São José sofra duas derrotas. Se o São José conseguir um empate, o Paraná já está rebaixado.

Nas últimas duas rodadas, o Paraná joga fora contra o líder Novorizontino e em casa contra o lanterna Oeste. O São José vai a Barueri pegar o Oeste e joga com o Ypiranga em Porto Alegre.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Paraná.

ARBITRAGEM POLÊMICA
Logo no início, aos 3 minutos de jogo, o Paraná teve gol anulado por impedimento. A imagem da TV dá a impressão de mesma linha, ou seja, de gol legal. Na jogada, Eberê enfiou e Gustavo França (na mesma linha do defensor) saiu na cara do gol e marcou. O Paraná também reclamou de um pênalti em Eberê, aos 33 do 1º. A imagem da TV dá a impressão que o jogador foi tocado, mas também que ele começou a cair antes da dividida. Ou seja, o lance é polêmico e depende de interpretação. Para completar, a expulsão de Luan, aos 28 do 2º, é polêmica. A impressão pela imagem da TV é de falta comum, sem a necessidade de cartão.

Em relação ao desempenho, o Paraná jogou mal em todos os aspectos. No primeiro tempo, até criou três jogadas no ataque. No segundo tempo, não conseguiu levar qualquer perigo ao gol adversário. O Mirassol não fez uma boa partida, mas demonstrou organização defensiva e criou seis chances de gol.

FASES
O Mirassol vinha de três derrotas consecutivas e conseguiu se recuperar. Entre os 20 clubes da Série C, o Paraná é o segundo pior mandante, com 2 vitórias, 3 empates e 3 derrotas em casa. Só o Oeste tem números piores.

ESCALAÇÃO DO PARANÁ
As baixas no Paraná eram o lateral-direito Alex Murici, que estava suspenso para a rodada e rescindiu contrato com o clube. Outro suspenso é o zagueiro Vinicius Guarapuava. O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com Vinícius Moura (direita), Gustavo França (esquerda) e Sillas (centro) na linha de três.

PRIMEIRO TEMPO
O Mirassol mostrou mais organização defensiva e mais qualidade nos passes no primeiro tempo. O Paraná tentou equilibrar o jogo na base da garra dos jogadores. O time paulista criou quatro boas jogadas ofensivas e fez o gol aos 6 minutos, em belo chute de fora da área de Mateus Anderson. O Paraná viveu seus melhores momentos em jogadas do trio Eberê, Sillas e Gustavo França. Com eles, o time teve um gol anulado por impedimento, uma jogada que terminou em reclamação de pênalti e outro lance perigoso no ataque.

INÍCIO DO SEGUNDO TEMPO
No intervalo, o ponta Vinicius Moura foi substituído pelo centroavante Reis. Com isso, Eberê foi para a ponta e o 4-2-3-1 foi mantido. O Paraná voltou pior, errando demais e apresentando certo nervosismo. O Mirassol ficou recuado, não forçou o ritmo e esperou espaços para contra-atacar. Aos 18, saíram Kriguer e Gustavo França para as entradas dos pontas Lucas Sene e Castanha.

EXPULSÕES E FIM DE JOGO
Aos 23, Luan comete falta para parar ataque e leva vermelho. O Paraná ficou com um jogador a menos. Em seguida, aos 28, Moisés Gaúcho e Macena discutiram, trocaram empurrões e acabaram expulsos. Aos 32, o zagueiro Guilherme Lacerda entrou no lugar do lateral Paranhos. O time paranaense já não conseguia atacar antes e, com as expulsões, ficou com poder ofensivo quase nulo.

PARANÁ 0x1 MIRASSOL
Paraná: Bruno Grassi; Paranhos (Guilherme Lacerda), Léo Pettenon, Luan e Bryan; Moisés Gaúcho e Kriguer (Lucas Sene); Vinicius Moura (Reis), Sillas e Gustavo França (Castanha); Eberê. Técnico: Jorge Ferreira
Mirassol: Edson Mardden; Jeferson, Luizão, Diego Landis e Foguinho (Guilherme Paraíba); Daniel e Sousa; Luiz Fernando (Rafael Silva), Neto Moura e Mateus Anderson (Mateuzinho); Macena. Técnico: Eduardo Baptista
Gol: Mateus Anderson (6-1º)
Expulsão: Luan (23-2º), Macena (29-2º), Moisés Gaúcho (29-2º)
Cartões amarelos: Foguinho, Jeferson (M). Bryan, Luan, Léo Pettenon (P).
Árbitro: Michelangelo Martins (PE)
Local: Vila Capanema

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
3 – Eberê enfia. Gustavo França sai na cara do gol e marca. A arbitragem anula por impedimento. A imagem da TV dá a impressão de mesma linha, ou seja, de gol legal.
6 – Gol do Mirassol. Luiz Fernando inverte da ponta-direita para a esquerda. Mateus Anderson domina, solta a bomba de fora da área e acerta o ângulo.
12 – Sillas chuta de fora da área. A bola vai ao lado.
30 – Mateus Anderson faz boa jogada na esquerda e cruza. Luiz Fernando domina na área, dribla um e chuta. O goleiro tira.
31 – Eberê cai na ponta esquerda e cruza. Sillas cabeceia ao lado.
33 – Sillas faz boa jogada e cruza. Na cara do gol, Eberê cai ao dividir com o zagueiro.
40 – Macena recebe nas costas da defesa e, com pouco ângulo, chuta cruzado. Bruno Grassi salva.
46 – Macena faz o pivô e rola para Luiz Fernando, que chuta de fora da área. A bola vai sobre o gol.

Segundo tempo
5 – Jeferson recebe na ponta e cruza rasteiro. Luiz Fernando recebe na área e chuta para fora.
11 – Lateral direto para a área. A zaga do Paraná tira mal. Daniel pega o rebote e chuta ao lado.
18 – Jeferson cruza rasteiro. Macena fica na cara do gol, mas chuta para fora e perde grande chance.