Com ataque inofensivo, Barroca faz revezamento e busca melhor dupla no Botafogo

Com um dos piores ataques do Campeonato Brasileiro - 16 gols marcados, em 17 jogos -, o técnico Eduardo Barroca busca a melhor formação do sistema ofensivo para os próximos jogos da equipe na competição nacional. Diego Souza, Igor Cássio, Victor Rangel e Vinicius Tanque são as opções.

Barroca pretende revezar os jogadores nas duas próximas partidas antes do fim do primeiro turno. O adversário de domingo, às 16 horas, no Engenhão, é o Atlético-MG. No dia 14, em Fortaleza, o rival será o Ceará.

A entrada de Vinicius na equipe fez Diego Souza, até então escalado como centroavante, ser deslocado para o meio de campo, o que tornou a equipe mais criativa na armação das jogadas ofensivas.

Vinicius Tanque, depois de passar um ano no futebol português, foi utilizado nos minutos finais na derrota, por 3 a 2, para o Internacional, em Porto Alegre, no sábado.

O Botafogo é o décimo colocado no Brasileiro, com sete vitórias, dois empates e oito derrotas. Se o ataque só marcou 16 gols, a defesa foi vazada 18 vezes, mesmo número, por exemplo, do líder Flamengo.