Publicidade
Brasileirão

Com dois de Madson, Athletico vence e registra a melhor série visitante da Era Nunes

Rony e Madson comemoram com Tiago Nunes, no Maracanã
Rony e Madson comemoram com Tiago Nunes, no Maracanã (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/Miguel Locatelli)

O Athletico Paranaense venceu por 2 a 1 o Fluminense, nessa quinta-feira (dia 17) à noite, no Maracanã, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 9º lugar, com 38 pontos. A equipe carioca está na 14ª colocação, com 29 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

Com o resultado, o Athletico registrou a melhor série como visitante da Era Tiago Nunes, com seis jogos seguidos sem perder fora de casa (três vitórias e três empates). Essa sequência começou no empate com o Santos, em 8 de setembro. Antes, a melhor série do treinador havia ocorrido nas cinco últimas partidas fora de casa de 2018 (três vitórias e dois empates).

O duelo marcou a partida de número 100 do técnico Tiago Nunes no comando do clube paranaense, incluindo as 16 partidas com a equipe de aspirantes no Paranaense de 2018. Agora, ele soma 52 vitórias, 22 empates e 26 derrotas no clube.

FASES
O Fluminense não perdia há cinco rodadas no Brasileirão. O Athletico segue em boa fase, com quatro vitórias, três empates e uma derrota nas últimas oito partidas.

ESCALAÇÃO
As baixas no Athletico eram Thiago Heleno, suspenso, e outros três em recuperação: Lucas Halter, Nikão e Jonathan. O argentino Marco Ruben começou no banco e Thonny Anderson foi mantido como titular. O esquema tático era o 4-2-3-1 de sempre, com Rony (esquerda), Cirino (direita) e Cittadini (centro) na linha de três.

Já o Fluminense não contava com Digão, Mascarenhas e Matheus Ferraz, todos em recuperação.

PRIMEIRO TEMPO
Os dois times jogaram com as linhas avançadas e marcaram forte a saída de bola. Ambos tentaram atacar em bloco e usaram as trocas rápidas, com passes curtos, como principais armas. Essa postura proporcionou um jogo dinâmico, com boas jogadas ofensivas dos dois lados. O Fluminense fez 1 a 0 aos 3 minutos, em escanteio de Nenê e finalização de Frazan. O time carioca teve ainda um gol anulado pelo VAR, por impedimento, e mais duas boas jogadas ofensivas. O Athletico teve cinco chances para empatar e também teve um gol anulado pelo VAR por impedimento. O empate só ocorreu mesmo aos 47, em lançamento espetacular de Wellington e finalização de Madson.

SEGUNDO TEMPO
Os dois times reduziram o ritmo no segundo tempo e não marcaram com as linhas tão avançadas. O Fluminense voltou melhor e começou a chegar com frequência ao gol defendido por Santos. Aos 22, saiu Cittadini e entrou o meia Bruno Nazário. O Athletico melhorou a partir daí e chegou ao gol logo em seguida, aos 25. Rony cobrou escanteio e Madson tocou de cabeça, no canto: 2 a 1. Aos 34, troca na ponta-direita: saiu Cirino e entrou Pedrinho. Aos 44, saiu o ponta Rony e entrou o volante Lucho González.

ESTATÍSTICAS
Nos 90 minutos, o Athletico somou 12 finalizações (3 certas), 47% de posse de bola, 90% de acerto nos passes e 4 escanteios. O Fluminense obteve 12 finalizações (5 certas), 53% de posse de bola, 91% de acerto nos passes e 3 escanteios. Os números são do site Footstats.

FLUMINENSE 1x2 ATHLETICO
Fluminense: Muriel; Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan e Daniel (Orinho); Nenê (Wellington Nem), Ganso e Yony; João Pedro (Lucão). Técnico: Marcão
Athletico: Santos; Madson, Pedro Henrique, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington e Bruno Guimarães; Marcelo Cirino (Pedrinho), Léo Cittadini (Bruno Nazário) e Rony (Lucho González); Thony Anderson. Técnico: Tiago Nunes
Gols: Frazan (3-1º) e Madson (47-1º e 25-2º)
Cartões amarelos: Márcio Azevedo (A).
Árbitro: Rodrigo D'alonso Ferreira (SC)
Local: Maracanã

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
2 - Nenê chuta de fora da área. A bola passa perto.
3 - Gol do Fluminense. Escanteio. Nenê cruza. Yony desvia e Frazan chuta. Madson tenta tirar, mas Frazan aproveita e marca.
9 - Wellington rouba no ataque. Thonny Anderson invade a área e divide com a zaga. A bola sobra na meia-lua para Wellington, que chuta sobre o gol.
13 - Gol anulado. Léo Pereira lança. Impedido, Márcio Azevedo recebe na ponta e cruza. Thonny Anderson aproveita rebote na área e toca para Rony, que fuzila e marca o gol. O VAR avisa sobre o impedimento e o gol é anulado.
17 - Gilberto chuta de fora da área. A bola passa perto.
24 - Gol anulado. Ganso dribla e lança. João Pedro cruza. Caio Henrique recebe na área, dribla Léo Pereira e chuta. Santos espalma. João Pedro aproveita e chuta para o gol vazio. O VAR avisa sobre impedimento e o gol é anulado.
35 - Bruno Guimarães rouba no ataque. A bola chega até Thonny Anderson, que deixa Cittadini na cara do gol. Ele se enrola com a bola e perde gol feito.
42 - Ganso dá carrinho e desarma Márcio Azevedo. A bola chega até Caio Henrique, que chuta da meia-lua. A bola passa perto.
43 - Bruno Guimarães dá belo passe. Cirino recebe na ponta e cruza rasteiro. A defesa corta.
44 - Cruzamento. Madson domina no peito e chuta sobre o gol.
47 - Gol do Athletico. Wellington lança do círculo central e pega Madson entrando livre na área. Ele chuta cruzado e marca.

Segundo tempo
7 - Dois cruzamentos perigosos do Flu. No segundo, Ganso desvia na pequena área e Santos segura.
24 - Nazário lança. Cirino sai nas costas da defesa e chuta. A zaga salva na última hora.
25 - Gol do Athletico. Rony cobra escanteio. Madson cabeceia no canto.
35 - Rony rouba no ataque. Thonny Anderson chuta e a zaga bloqueia.
37 - Lucão chuta de fora da área. Santos segura.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES