Copa do Brasil

Com dois de Terans, Athletico vence na Arena e amplia 'freguesia' sobre o xará goiano

(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)

O Athletico Paranaense venceu por 2 a 1 o Atlético Goianiense, nesta quarta-feira (dia 28) à tarde, na Arena da Baixada, na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil. Os gols do Furacão foram de David Terans. O jogo de volta será na quarta-feira da próxima semana, dia 4 de agosto, em Goiânia. O gol como visitante não é critério de desempate. Com isso, uma derrota por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis. O time goiano precisa vencer por dois gols para ficar com a vaga. O empate classifica o Furacão.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Athletico.

ARTILHEIRO
O uruguaio David Terans tem agora 6 gols em 16 jogos pelo Athletico. Ele é o vice-artilheiro do Athletico na temporada, atrás de Vitinho (9 gols em 26 jogos) e empatado com Nikão (6 em 21).

FREGUESIA
O Atlético-GO é 'freguês' do Furacão. No milênio, o time goiano só venceu um dos 12 duelos contra a equipe paranaense – foi em 2007, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, por 3 a 1. Nos demais, o Athletico venceu 9 e empatou 2.

INVENCIBILIDADE CASEIRA
O Athletico não perde em casa com a equipe principal desde 12 de dezembro de 2020 — 1 a 0 para o Atlético-MG, pela 25ª rodada do Brasileirão. Desde então, só a equipe de aspirantes perdeu como mandante – para Operário e Londrina, no Paranaense 2021.

PREMIAÇÃO
O Athletico já acumulou R$ 4,4 milhões na edição 2021 (R$ 1,7 milhão pela terceira fase e R$ 2,7 milhões pelas oitavas). A cota sobe para R$ 3,4 nas quartas e R$ 7,3 milhões na semifinal. O vice recebe mais R$ 23 milhões e o campeão, mais R$ 56 milhões. O time paranaense entrou direto na 3ª fase por ser o 9º colocado do Brasileirão 2020.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO
As baixas no Athletico eram Matheus Babi (lesionado), Santos (seleção olímpica), Abner (seleção olímpica) e Lucas Halter (lesionado). As novidades foram Renato Kayzer no lugar de Babi e Richard de volta ao time, após isolamento por Covid-19. O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com Nikão (direita), Terans (centro) e Vitinho (esquerda).

No Atlético-GO, os desfalques eram o zagueiro Wanderson (30 anos, ex-Athletico), o lateral-esquerdo Igor Cariús (28 anos, ex-Paraná Clube), o meia João Paulo (31 anos, ex-Paraná Clube) e o volante Marlon Freitas.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi equilibrado. O Athletico controlou o meio-campo e ficou avançado, mas teve dificuldades para furar o excelente bloqueio do rival. O Atlético-GO ficou recuado e mostrou qualidade nas jogadas pelas pontas. Foram duas boas chances de gol para cada lado. Pelo Furacão, Renato Kayzer chutou perto, aos 22, após receber passe de Nikão. Aos 45, o mesmo centroavante cabeceou no canto, exigindo grande defesa do goleiro, após receber bom cruzamento de escanteio de Nikão. Para o time goiano, a principal oportunidade surgiu aos 20, em cruzamento de falta de Natanael (ex-Athletico), falha bizarra de Bento e bola viva na pequena área. Oliveira desperdiçou. Outra chance para o visitante foi aos 42, após boa troca de passes. Natanael deixou Arthur Gomes na cara do gol, mas ele chutou para fora.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, saiu Cittadini e entrou Christian. A mudança surtiu efeito imediato. O Athletico abriu o placar aos 40 segundos do segundo tempo, em jogada com que começou Vitinho e Christian. E terminou com toque de Nikão, cruzamento de Marcinho e finalização de cabeça de Terans. Logo em seguida, aos 3 minutos, Terans deixou Renato Kayzer na cara do gol, mas ele chutou em cima do goleiro. O jogo ficou aberto em seguida, com ataques frequentes dos dois lados. O Atlético-GO perdeu um gol na cara, com Zé Roberto, aos 14 minutos, e acertou uma na trave aos 15, com Baralhas. Aos 17, Richard saiu para a entrada de Erick. O jogo seguiu com boas jogadas dos dois times. O Atlético-GO chegou ao empate aos 25, em bela jogada de Natanael finalizada por Zé Roberto: 1 a 1. O gol da vitória veio aos 39, em boa jogada de Nikão para Marcinho, que chegou chutando de fora da área. Terans desviou no meio da área e fez 2 a 1. Nos minutos finais, entraram Zé Ivaldo, Khellven e Carlos Eduardo.

ESTATÍSTICAS
No total dos 90 minutos, o Athletico teve 16 finalizações (8 certas), 56% de posse de bola e 85% de eficiência nos passes. Já o Atlético-GO somou 14 finalizações (2 certas), 44% de posse de bola e 82% de eficiência nos passes. Os dados são do site Sofascore.

ATHLETICO 2x1 ATLÉTICO-GO
Athletico: Bento; Marcinho (Khellven), Thiago Heleno, Pedro Henrique e Nicolas; Richard (Erick) e Cittadini (Christian); Nikão, Terans (Zé Ivaldo) e Vitinho; Renato Kayzer (Carlos Eduardo). Técnico: António Oliveira
Atlético-GO: Fernando Miguel; Dudu, Oliveira, Éder e Natanael; Willian Maranhão e Gabriel Baralhas; Ronald (Toró), Arthur Gomes (Lucão) e Janderson (André Luís); Zé Roberto (Arnaldo). Técnico: Eduardo Barroca
Gols: Terans (1-2º e 39-2º) e Zé Roberto (25-2º)
Cartões amarelos: Arthur Gomes, William Maranhão (A-GO). Vitinho, Christian (CAP)
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Local: Arena da Baixada

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
2 - Marcinho chuta de fora da área. A bola passa perto, ao lado.
20 - Falta na esquerda. Natanael cruza. Bento falha feio e deixa a bola escapar na pequena área. Oliveira erra a bola e perde gol feito.
22 - Nicolas lança. Nikão domina na área e rola para Kayzer, que chuta 'prensado' no zagueiro. Escanteio.
41 - Natanael cruza rasteiro. Zé Roberto se atira para finalizar. Thiago Heleno chega antes e salva o Athletico.
42 - Boa troca de passes do Atlético-GO. Natanael domina na área e rola para a marca do pênalti. Livre, Arthur Gomes chuta para fora.
45 - Escanteio. Nikão cobra escanteio. Kayzer cabeceia no canto. O goleiro espalma.

Segundo tempo
1 - Gol do Athletico. Nikão toca para Marcinho, que cruza. Terans sobe mais que a zaga e cabeceia no canto.
3 – Richard rouba. Renato Kayzer tabela com Terans, sai na cara do gol e chuta em cima do goleiro.
11 - Nicolas cruza. Kayzer cabeceia perto, ao lado.
12 – Nikão chuta de fora da área. O goleiro defende no canto.
14 - Lançamento. Pedro Henrique fura. Zé Robreto parte livre e, na cara do gol, pega mal na bola, chutando para fora.
15 - Baralhas chuta da entrada da área e acerta a trave.
21 – Nikão para Marcinho, na área. Ele toca para Terans, que chuta no canto. O goleiro segura.
25 – Gol do Atlético-GO. Natanael dispara, tabela com Arthur Gomes e cruza rasteiro. Zé Roberto entra livre e chuta no canto.
28 – Christian chuta de fora da área. A bola vai ao lado.
36 – Terans tabela com Christian, que devolve de calcanhar. Na área, o uruguaio chuta forte e o goleiro espalma.
39 – Gol do Athletico. Vitinho inverte. Nikão rola para Marcinho, que chuta forte, de fora da área. Terans intercepta e desvia para o gol.