Assine e navegue sem anúncios [+]
Em tempos de coronavírus

Hemepar vê queda de até 25% nas doações de sangue na pandemia e faz apelo a doadores

Unidade do Hemepar em Curitiba: maior necessidade é pelo sangue O+
Unidade do Hemepar em Curitiba: maior necessidade é pelo sangue O+ (Foto: Cassiano Rosário)

Desde o final de junho convivendo com uma média diária alta de novos casos (1.722) e mortes (43) causadas pela Covid-19, o Paraná sofre também com os diversos ‘efeitos colaterais’ da pandemia. Entre eles está o esvaziamento dos bancos de sangue, numa situação que tem levado o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar) a realizar convocações de doadores para manter o estoque abastecido.

Conforme Liana Labres de Souza, diretora do Hemepar, as 23 unidades de coleta no estado registraram redução que varia entre 15 e 25% no número de doadores, comparando com o mesmo período de 2019. A situação coloca o banco de sangue em situação de déficit com relação à demanda, provocando a redução dos estoques no estado.

“Sangue [do tipo] AB negativo, por exemplo, preciso de 10 bolsas em estoque por dia, mas estou com quatro. Sangue B negativo também preciso de 10 bolsas, estou com três. O negativo, das 45 bolsas que necessitamos, temos 30 em estoque. E do O positivo temos 92 bolsas, mas precisamos de 200”, relata Liana, citando também que o Hemepar Curitiba é responsável pelo atendimento de 45 hospitais da Região Metropolitana (RMC).

Ainda segundo ela, os doadores se afugentaram por conta da pandemia, o risco de contágio. O Hemepar, contudo, está trabalhando com agendamento para evitar aglomerações, além de tomar uma série de outros cuidados. Outra questão também tem sido os desfalques no quadro de funcionários, por conta da necessidade de afastar pessoas do grupo de risco, funcionários que tiveram familiares contaminados ou que eles próprios tenham se contaminado e etc, o que reduz a capacidade de coleta.

“Não estamos numa situação difícil ou ruim, de faltar hemocomponentes, porque as cirurgias eletivas de grande porte estão canceladas, temporariamente adiadas, e o número de acidentes e traumas agudos diminuiu, estão ocorrendo em menor quantidade. Então a demanda hemoterápica diminuiu. Somos em 23 unidades [no Paraná], o excedente em uma unidade repassa para outra, vamos remanejando o estoque”, explica.

Neste momento, a maior necessidade do Hemepar Curitiba é por doadores de sangue tipo O positivo e também aqueles que possuem fator RH negativo. De segunda a sexta-feira, entre 7h30 e 9h30, é possível comparecer diretamente ao Centro para pegar uma das 30 senhas que são distribuídas e realizar a doação. Após esse horário, o atendimento acontece mediante agendamento prévio online, feito através do site www.saude.pr.gov.br/Pagina/Doacao-de-Sangue.

‘Precisamos de 100 pessoas por dia para manter o estoque’
Para manter o estoque de sangue dentro do necessário, o Hemepar necessita, por dia, de mais ou menos 100 doadores. Importante explicar, ainda, que não adianta ter um grande número de doações num dia e noutro quase ninguém aparecer. Isso porque o sangue, curiosamente, tem validade, ou seja, precisa ser usado dentro de alguns dias, não podendo permanecer muito tempo em estoque, sob pena de vir a ser descartado.

“A população, maravilhosa, tem sempre uma resposta muito boa. No começo do ano, quando chamamos, solicitamos doadores, a população respondeu e tivermos até de ir diminuindo [o número de doadores] para não aglomerar pessoas”, conta Liana de Souza. “Explicamos sempre dessa constância. Precisamos de 100 doadores por dia, mais ou menos, para manter o estoque dentro do necessário, porque o sangue tem validade. Já temos até muitos doadores que ligam, dizem ‘meu tipo de sangue é tal’ perguntam como está o estoque. É muito legal isso, a resposta da população”, finaliza.

Critérios de elegibilidade para a doação de sangue

  • Estar em plenas condições de saúde
  • Ter entre 16 e 59 anos (menores de idade com autorização e presença do responsável legal)
  • Maiores de 60 estão impedidos de doar temporariamente devido à pandemia ocasionada pelo novo coronavírus.
  • Pesar no mínimo 50 quilos
  • Estar descansado e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação)
  • Apresentar documento oficial com foto (Carteira de Identidade, Carteira do Conselho Profissional, Carteira de Trabalho, Passaporte ou Carteira Nacional de Habilitação)
Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK