Segurança

Com extrajornada, 100% das vítimas de morte violenta são identificadas com digitais pela Polícia

Confronto de digitais com o banco de registros gerais é o método científico mais rápido, seguro e barato para confirmar a identidade de falecidos
Confronto de digitais com o banco de registros gerais é o método científico mais rápido, seguro e barato para confirmar a identidade de falecidos (Foto: Fabio Dias/PCPR)

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) ampliou o serviço de identificação de cadáveres no Estado. Desde setembro de 2021 mais policiais civis passaram a cumprir extrajornada em seis cidades para coletar impressões digitais de todas as vítimas de morte violenta. O confronto de digitais com o banco de registros gerais é o método científico mais rápido, seguro e barato para confirmar a identidade de falecidos.

Leia mais no blog Plantão de Polícia