Emergência

Com hospitais e UPAs superlotadas, Cascavel pede transferência urgente de pacientes para outras regiões

Hospital de Retaguarda de Cascavel: região tem 160 pacientes esperando leitos
Hospital de Retaguarda de Cascavel: região tem 160 pacientes esperando leitos (Foto: Manoel Teixeira/SECOM/Cascavel)

A Secretaria Municipal da Saúde de Cascavel (região Oeste) enviou documento ao Ministério da Saúde e à Secretaria de Estado da Saúde, pedindo a transferência urgente de pacientes para outras regiões do Estado ou outros estados, já que o sistema de saúde da cidade está superlotado.

De acordo com o documento, 160 pacientes aguardam vagas para internação em UTIs ou enfermarias na macro região Oeste. Somente em Cascavel, segundo a secretaria, são 35 pacientes aguardando leitos de UTI e 40 de enfermaria.

Segundo o órgão, a Unidade de Pronto Atendimento Brasília está com. 10 pacientes intubados e 44 na enfermaria. A UPA Tancredo tem 4 pacientes intubados e 28 na enfermaria. Na UPA Veneza, cinco pacientes intubados e 29 pacientes na enfermaria.

O Hospital de Retaguarda tem 27 pacientes internados em leitos de UTI, 125 intubados, onde a capacidade é de 20 leitos. Há ainda 44 pacientes internados nas enfermarias, onde a capacidade de 28 pacientes.

Os demais hospitais públicos e privados no município estão com 100% de ocupação.

"A Secretaria Municipal de Saúde de Cascavel vem requerer apoio imediato de caráter urgentíssimo na Secretaria de Estado da Saúde e ao Ministério da Saúde para adotar providências para transferência dos pacientes que necessitam de suporte em hospitais para outras regiões e Estados da Federação", diz o texto.

Ainda segundo a secretaria, a capacidade operacional de recursos humanos está esgotada, com internamentos acima do suportado. "Não é mais possível internar nenhum paciente até que a central de leitos realize a transferência de alguns pacientes".