Publicidade
Copa do Brasil

Com incentivo extra para jogadores, Paraná Clube joga por R$ 1,5 milhão

Jogadores do Paraná Clube fazem pose para foto, durante treinamento em academia
Jogadores do Paraná Clube fazem pose para foto, durante treinamento em academia (Foto: Divulgação/Paraná Clube/Rui Santos)

O Paraná Clube entra em campo nesta quarta-feira, 26, às 19h15 para enfrentar o Bahia de Feira. A partida, na Vila Capanema, é válido pela segunda fase da Copa do Brasil de 2020. Nessa fase, a disputa ocorre em jogo único. Em caso de empate, a decisão ocorre nos pênaltis. O mando de campo foi decidido em sorteio.

Por participar da primeira fase da Copa do Brasil, o time paranaense recebeu R$ 540 mil. Ao chegar à segunda fase, garantiu mais R$ 650 mil, acumulando R$ 1,19 milhão. A cota da terceira fase é de R$ 1,5 milhão. Ou seja, se passar pelo Bahia de Feira, o clube chega a R$ 2,69 milhões na competição. E vai enfrentar em seguida o Botafogo, que eliminou Náutico e Caxias nas fases anteriores.

O clube lançou promoção de ingressos para a partida, com preço reduzido para compra antecipada. A venda antecipada online já foi encerrada. Junto com essa promoção, o Paraná comunicou que vai dar a renda líquida da partida para os jogadores, como um incentivo extra.

COTAS DA COPA DO BRASIL 2020
Primeira fase
Grupo 1: R$ 1,1 milhão
Grupo 2: R$ 950 mil
Grupo 3: R$ 540 mil

Segunda fase
Grupo 1: R$ 1,3 milhão
Grupo 2: R$ 1 milhão
Grupo 3: R$ 650 mil

Terceira fase: R$ 1,5 milhão
Quarta fase: R$ 2 milhões
Oitavas de final: 2,6 milhões
Quartas de final: R$ 3,3 milhões
Semifinais: R$ 7 milhões
Vice-campeão: R$ 22 milhões
Campeão: R$ 54 milhões

Grupo 1: 15 primeiros colocados no Ranking da CBF
Grupo 2: Clubes da Série A abaixo do Top 15 do Ranking da CBF
Grupo 3: Clubes abaixo do Top 15 do Ranking da CBF e abaixo da Série A

ESCALAÇÃO
O técnico Allan Aal não conta com o goleiro Alisson, o volante Jhony Douglas e o ponta Andrey, todos lesionados. No domingo, contra o PSTC, o treinador escalou apenas reservas ‘na linha’. O único titular era o goleiro Marcos. A tendência agora é que mantenha o ponta Raphael Alemão improvisado como centroavante, com Rodrigo Rodrigues no banco. “Existem as possibilidades. Trabalhamos com o Alemão centralizado contra o Athletico, e o Rodrigo (Rodrigues) jogou contra o PSTC para ter uma condição física e técnica maior. São possibilidades que vamos decidir antes da partida”, afirmou o técnico, em entrevista coletiva.

PARANÁ x BAHIA DE FEIRA
Paraná: Marcos; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho; Carlos Dias e Kaio; Marcelo, Michel e Thiago Alves; Raphael Alemão. Técnico: Allan Aal
Bahia de Feira: Alan; Hebert, Menezes, Paulo Paraíba e Jarbas; Capone e Escuro; Diones, Jonathan Guimarães e Deon; Léo Porto. Técnico: Barbosinha
Árbitro: Andrey da Silva e Silva (PA)
Local: Vila Capanema, quarta-feira às 19h15

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES