Transporte público

Com restrições, sistema de ônibus de Curitiba perde quase 100 mil passageiros por dia

Estação-tubo em Curitiba: mais vazia nos últimos dias
Estação-tubo em Curitiba: mais vazia nos últimos dias (Foto: Franklin de Freitas)

As medidas mais restritivas para conter o avanço da Covid-19 determinadas pelo Governo do Estado e acatadas pela Prefeitura de Curitiba tiveram reflexo no movimento no transporte coletivo. O número de passageiros teve redução de 24,6%, o que significou 97 mil usuários a menos por dia.

Na terça-feira, foram 297.220 passageiros nos ônibus da capital. Na terça-feira anterior, quando as novas medidas ainda não estavam em vigor, o movimento havia sido de 394.353 passageiros.

Na segunda-feira, o movimento foi semelhante ao de terça, com 299.695 passageiros, 90,5 mil a menos do que na segunda-feira da semana anterior (390.189). Os dados são da Urbanização de Curitiba (Urbs) que administra o transporte coletivo na capital.

A diminuição de circulação de pessoas teve impacto direto no volume de pessoas nos ônibus. Com o toque de recolher, o movimento de passageiros entre 20 e 23h no transporte coletivo caiu 44%. Na gterça foram 15.081 pessoas contra 26.893 na terça da semana passada.

Com a redução verificada nessa semana, o número de passageiros atualmente no transporte coletivo de Curitiba está 60% menor do que antes da pandemia, que era de 754 mil por dia.

Mas, o periodo mais dramático foi em abril do ano passado, quando apenas 203 mil passageiros utilizaram o transporte coletivo por dia. Nos meses seguintes, chegou-se a esboçar uma reação, com novembro atingindo a média de 355 mil passageiros transportados diariamente.

Depois houve queda em dezembro — 328 mil — e 305 mil em janeiro, até o dia 18.