Publicidade
Libertadores

Com show de Lodi e gols argentinos, Athletico atropela o Wilstermann na Arena

O Athletico Paranaense venceu por 4 a 0 o Jorge Wilstermann, da Bolívia, na Arena da Baixada, nessa quinta-feira (dia 14) à noite, pela segunda rodada da fase de grupos Copa Libertadores 2019. Com o resultado, o time paranaense ficou em segundo lugar do Grupo G, com três pontos e saldo de gols três positivo. O Boca Juniors lidera essa chave, com quatro pontos. O Tolima é o terceiro, com três pontos e saldo negativo de dois. O Wilstermann é o lanterna, com um ponto.

Os dois primeiros de cada grupo avançam para a próxima fase. O terceiro segue para a Copa Sul-Americana 2019.

Na próxima rodada, o Athletico recebe na Arena o Boca Juniors, em 2 de abril.

DESEMPENHO
O Athletico foi dono do jogo e poderia ter aplicado uma goleada ainda maior. No entanto, errou demais na pontaria. Foram 23 finalizações do time paranaense na partida. O lateral-esquerdo Renan Lodi novamente teve atuação espetacular e fez um dos gols. Os outros foram do volante Bruno Guimarães e dos argentinos Marco Ruben e Tomas Andrade. Clique aqui para ver uma análise do desempenho individual dos jogadores.

VETERANOS
O Jorge Wilstermann usou uma equipe com média de 31,1 anos. É o time estrangeiro mais velho da competição, já que o líder nesse quesito é o Cruzeiro, do Brasil, com 31,7 anos. Como comparação, o Athletico entrou em campo com média de idade de 26,5 anos.

RETROSPECTO
Em relação ao retrospecto, o Jorge Wilstermann tem dificuldades quando joga fora de casa. O clube nunca venceu no Brasil em competições da Conmebol – foram 11 jogos em território brasileiro, dez derrotas e um empate.

ESCALAÇÃO
O técnico Tiago Nunes só mudou uma posição em relação ao último jogo. Ele teve a volta do lateral-direito Jonathan, recuperado de lesão, que entrou na vaga de Madson, contundido. O volante Lucho González, 37 anos, começou no banco. Quinto colocado do campeonato boliviano, o Wilstermann veio com força máxima.

INGRESSOS
A partida foi a primeira com o preço de R$ 200 (inteira) nos setores mais baratos da Arena. A meia custa R$ 100. O público foi de 17.323 pessoas no estádio no jogo dessa quinta-feira.

PRIMEIRO TEMPO
O Athletico teve domínio absoluto do primeiro tempo. Sem a bola, marcou forte em bloco avançado e conseguiu sufocar o adversário. Com a bola, soube aproveitar o avanço dos laterais e as falhas de marcação do time boliviano. Os lançamentos de Nikão, as arrancadas de Renan Lodi e as triangulações pela direita foram as principais armas da equipe. Foram nove boas jogadas ofensivas do Furacão nos primeiros 30 minutos de jogo, período em que o Wilstermann praticamente não passou do meio campo.

GOLS E POLÊMICA
O primeiro gol do jogo só veio aos 32. Léo Pereira lançou, Rony recebeu na área e chutou. A bola desviou em Marco Ruben, em posição duvidosa, e enganou o goleiro. A Conmebol registrou o gol para o argentino. O Wilstermann reclamou de impedimento. A imagem da TV dá a impressão de mesma linha, mas deixa dúvidas. O time boliviano finalmente saiu para o ataque e levou perigo aos 34, quando o argentino Chavez (ex-Boca Juniors e seleção argentina) chutou de fora da área e acertou a trave. No rebote, Bruno Guimarães lançou Tomás Andrade, que chutou de fora da área e contou com falha grosseira do goleiro para a bola entrar: 2 a 0.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com gol. Já aos 5 minutos, Camacho lançou e deixou Renan Lodi livre na esquerda. Ele invadiu a área e tocou na saída do goleiro. Depois do terceiro gol, o Athletico reduziu o ritmo, mas seguiu dominado. Aos 10, duas substituições no time da casa. Saíram Rony e Jonathan. Entraram Marcelo Cirino e Wellington, que ficou improvisado na lateral-direita. Aos 35, saiu Marco Ruben e entrou o argentino Braian Romero. O quarto gol veio aos 42, com participação de Nikão, Braian Romero e Marcelo Cirino e finalização de Bruno Guimarães.

ESTATÍSTICAS
Em 90 minutos, o Athletico somou 22 finalizações (11 certas), 69% de posse de bola, 90% de eficiência nos passes e 5 escanteios. O Wilstermann arrematou 13 vezes (2 certas) e teve 31% de posse de bola, 80% de eficiência nos passes e 2 escanteios. Os dados são do SofaScore.

ATHLETICO 4 x 0 J.WILSTERMANN
Athletico: Santos; Jonathan (Wellington), Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho; Bruno Guimarães, Tomás Andrade, Nikão e Rony (Marcelo Cirino); Marco Ruben (Braian Romero). Técnico: Tiago Lopes
J.Wilstermann: Arnaldo Giménez; Melean, Alex Silva, Zenteno e Aponte; Jorge Ortiz e Fernando Saucedo (Villaroel); Ariel Núñez (Melgar), Cristian Cháves e Serginho; Lucas Gaúcho (Alvarez). Técnico: Miguel Angel Portugal
Gol: Marco Ruben (32-1º), Tomas Andrade (35-1º), Renan Lodi (5-2º) e Bruno Guimarães (42-2º)
Cartões amarelos: Serginho, Aponte, Alex Silva, Melean, Cháves (JW). Rony (A).
Árbitro: Carlos Orbe (Equador) 

Público: 17.323
Local: Arena da Baixada

PRIMEIRO TEMPO
Principais lances
4 - Renan Lodi passa por dois e rola para Bruno Guimarães, que chuta de fora da área. O goleiro espalma no cantinho.
7 - Renan Lodi cruza. Tomas Andrade domina no peito, na área, e chuta. A zaga bloqueia.
9 - Rony chuta da entrada da área. O goleiro segura.
10 - Bruno Guimarães cai na área ao dividir com Serginho e pede pênalti.
15 - Belo lançamento de Nikão. Renan Lodi recebe na cara do gol e chuta no canto. O goleiro faz grande defesa.
17 - Boa jogada. Nikão recebe na ponta e cruza rasteiro. Marco Ruben escorrega ao finalizar e chuta para fora.
22 - Nikão cruza. Alex Silva corta. Renan Lodi pega o rebote e chuta. Zenteno tira de peixinho.
24 - Nikão arrisca de longe. O goleiro espalma.
31 - Léo Pereira cruza. Marco Ruben cabeceia perto, sobre o gol.
32 - Gol do Athletico. Léo Pereira lança. Rony passa por um e chuta cruzada. A bola desvia no peito de Marco Ruben e mata o goleiro.
34 – Chávez chuta de fora da área e acerta a trave.
35 - Gol do Athletico. Bruno Guimarães arma o contra-ataque. Tomas Andrade avança e chuta de longe. O goleiro falha e 'engole o frango'.
39 - Nikão lança. Renan Lodi recebe, invade a área e chuta perto, ao lado.

Segundo tempo
2 - Rony chuta de fora da área. O goleiro espalma no canto.
5 - Gol do Athletico. Camacho lança. Renan Lodi entra livre na esquerda, invade a área e chuta na saída do goleiro.
28 – Cirino enfia. Renan Lodi cruza rasteiro, na medida. Tomas Andrade, na cara do gol, chuta para fora.
34 - Nikão chuta de fora da área. O goleiro espalma.
37 - Melgar cruza da direita. Serginho sai na cara do gol e chuta. Santos defende.
39 - Renan Lodi chuta de longe. A bola passa perto.
43 – Cháves cruza. Alex Silva cabeceia perto.
42 - Gol do Athletico. Nikão lança Romero, que cruza rasteiro. Cirino dá um toquinho para Bruno Guimarães ficar na cara do gol e chutar.

DESTAQUES DOS EDITORES