Publicidade
Tensão

Com técnico no banco, Paraná tenta se afastar da ZR

O técnico Paulo Comelli estará no banco de reservas comandando o Paraná Clube neste sábado às 16 horas, na partida contra o Barueri, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) concedeu na sexta-feira efeito suspensivo, anulando provisoriamente a punição de 45 dias ao treinador.
A estratégia do vice-presidente jurídico do clube, César Augusto Mello, e dos advogados Lucas Pedrozo e Itamar Cortes deu resultado. Agora, Comelli poderá trabalhar normalmente nos três próximos jogos: Barueri, Corinthians (1º de novembro) e São Caetano (em 4 de novembro). Isso porque o julgamento do recurso do Paraná só ocorrerá em 6 de novembro. Até lá, o efeito suspensivo estará valendo.
Caso a punição continuasse valendo, Comelli teria dificuldades nos dois próximos jogos, que são fora de casa. Sem poder comandar o time no banco, ele ficaria em local indicado pelo adversário. E, normalmente, esses locais dificultam o trabalho do técnico.
Comelli foi punido em 13 de outubro, condenado por ofensa ao árbitro do jogo contra o América-RN.
Para o jogo deste sábado, a missão do treinador é afastar o time da zona de rebaixamento. Depois da derrota na última rodada, para o Brasiliense, a equipe voltou a viver a ameaça de cair para a Série C.
E a tarefa não será fácil. Além da qualidade do Barueri, o Paraná enfrenta problemas. O goleiro Mauro, os volantes Agenor e Rômulo, os atacantes Eder e Leonardo, o meia Cristian e o lateral-direito André Luís estão contundidos. O volante Pituca, suspenso por três cartões, também desfalca o time.
Com todos esses problemas, Paulo Comelli decidiu mudar o esquema tático, abandonando o 4-4-2 (utilizado em 14 das 15 partidas com ele no comando) e adotando o 3-5-2. O técnico chegou a testar o 4-4-2 durante a semana, com o volante Naves no lugar do zagueiro Daniel Marques. O mais provável, porém, é que essa formação seja utilizada apenas no 2º tempo, conforme o resultado e o desempenho da equipe.
As novidades na equipe são o volante Vagner, que fará a função de Agenor. O zagueiro Leandro atuará como líbero e, além da importância tática, foi escolhido por Comelli para usar a braçadeira de capitão.

Marcelinho
Para o banco de reservas, o técnico Paulo Comelli levou para Barueri o goleiro Luiz Carlos, o lateral Rogerinho, os meias Gláucio e Camacho, o meia-atacante Marcelinho, o volante Naves e o atacante Cristiano. A principal novidade é Marcelinho, que não atua desde 22 de agosto, pela 20ª rodada – derrota de 3 a 1 para o Avaí.

EM BARUERI
BARUERI - Renê; Marcos Pimentel, Duílio, Leandro Castan e Márcio Careca; Flavio, Ralf e Esley; Basílio, Thiago Humberto e Pedrão. Técnico: Márcio Araújo

PARANÁ CLUBE - Gabriel, Daniel Marques, Leandro e Fabrício; Murilo, Vagner, Kleber, Giuliano e Fabinho; Rodrigo Pimpão e Ricardinho. Técnico: Paulo Comelli

Árbitro: Antonio Hora Filho (SE)
Local: Arena Barueri, sábado às 16 horas

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES