Cultura italiana

Começou o Mia Cara Curitiba; espetáculos vão até 30 de maio

(Foto: Levy Ferreira/SMCS)

Começou nesta sexta-feira (18/5), no auditório da Capela Santa Maria, no Centro da cidade, a oitava edição do festival de música erudita, teatro, cinema, dança, fotografia e artes visuais Mia Cara Curitiba. O prefeito Rafael Greca e a primeira-dama, Margarita Sansone, prestigiaram o evento, que trouxe a Curitiba o violinista italiano Domenico Nordio.

Com a participação da Camerata Antiqua de Curitiba, Nordio executou concertos do compositor italiano Antonio Vivaldi e arrebatou a plateia. “Esse festival é a celebração à memória da grande alma italiana dos nossos avós e à hospitalidade da nossa terra e da nossa gente”, disse Greca, depois de saudar a plateia em italiano e recordar a origem da Itália e sua influência sobre o Brasil. 

“Além da cunha cultural herdada dos nossos avós, tivemos a imperatriz Tereza Cristina e temos  o bairro de origem italiana de Santa Felicidade, que está completando 140 anos”, observou. A imperatriz, que foi esposa de Dom Pedro II e mãe da Princesa Isabel, nasceu em Nápoles. 

Produzido pela jornalista e diretora do Solar do Rosário, Lúcia Casillo Malucelli, o festival é uma promoção da Embaixada da Itália no Brasil e do consulado em Curitiba e vai até 30 de maio. A entrada é franca e os interessados, além de chegar com uma hora de antecedência ao local do espetáculo, devem levar 1 quilo de alimento não perecível ou um cobertor para doação.

Plateia lotada

Participaram da abertura do evento a vice-cônsul da Itália em Curitiba, Maria Salamandra, que representou o cônsul-geral, Rafaelle Festa; o cônsul honorário da Bélgica, João Casillo, e sua esposa, Regina Casillo; a presidente da Fundação Cultural, Ana Cristina de Castro; o diretor-executivo do Instituto Curitiba de Arte e Cultura, Marino Galvão Júnior; a procuradora-geral do município, Vanessa Volpi Bellegard Palacios, e o presidente da Câmara Municipal, vereador Serginho do Posto. O secretário estadual da Cultura, João Luiz Fiani, representou a governadora Cida Borghetti.

Entre tantos convidados ilustres para a noite de estreia, o Prefeito fez questão de cumprimentar Jan Bojan Ratier, estudante de 13 anos de origem polonesa. Ele é pianista autodidata e, apesar de ser aluno de escola particular, faz aulas de violino na Rua da Cidadania da Matriz, na Praça Rui Barbosa. Greca conheceu o jovem nas comemorações pelo aniversário do local, depois de ouvi-lo tocar a Grande Valsa Brilhante, de Chopin. Jan – que pela primeira vez viu um cravo e se deslumbrou com o instrumento - estava acompanhado da mãe, Mônica Bojan, e do pai, Jonny Ratier.