Fim de ano

Comércio de Curitiba abre em horário ampliado no dia 1º de dezembro

Com\u00e9rcio da Rua XV se prepara para o per\u00edodo de vendas de fim de ano
Com\u00e9rcio da Rua XV se prepara para o per\u00edodo de vendas de fim de ano (Foto: Franklin de Freitas)

De olho no 13º salário dos curitibanos, cuja primeira parcela deverá ser paga até o dia 30 de novembro, o comércio de rua da Capital funcionará a partir de 1º dezembro em horário estendido, ficando aberto até mais tarde. Até o dia 22 de dezembro as lojas ficam abertas das 9 às 22 horas nos dias de semana, enquanto aos sábados o horário vai até 21 horas e nos domingos, das 13 às 19 horas. Já no dia 24 de dezembro, véspera de Natal (e uma segunda-feira) o horário será das 9 às 21 horas.

O horário natalino de funcionamento do comércio consta na cláusula vigésima nona da convenção coletiva de trabalho 2018/2019, negociada pelo Sindicato dos Empregados no Comércio de Curitiba e Região Metropolitana (Sindicom) junto ao Sindicato dos Lojistas de Curitiba e Região (Sindilojas). 

O acordo foi registrado junto ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) no final de agosto deste ano e prevê que os empregadores deverão respeitar a jornada de 8 horas diárias de trabalho e 44 horas semanais, com possibilidade de duas horas extras diárias. 

Segurança
Desde a semana retrasada os principais polos de comércio da cidade, no Centro e nos bairros, contam com o reforço de policiamento por parte da Guarda Municipal (GM). Viaturas, motos e módulos móveis auxiliam o efetivo da Guarda na Operação Natal da Secretaria Municipal da Defesa Social, lançada no dia 9 de novembro e que se encerra apenas em 6 de janeiro.

O esquema de segurança especial foi planejado para os locais com grande aglomeração de pessoas nesse período de compras, com o reforço dos 60 guardas municipais contratados recentemente e que, desde setembro, integram a corporação. O objetivo é evitar crimes de furtos e roubos, muitos deles fruto de oportunidade e distração.

A Polícia Militar também deve reforçar a segurança próximo aos polos de compras nas principais cidades do Paraná. A corporação ainda não informou quando lança a Operação de Natal, mas normalmente ela começa quando o comércio de rua abre até mais tarde.

Na quinta-feira, a Associação Comercial do Paraná (ACP) deu início à campanha Super Natal Premiado, que visa estimular as vendas no comércio premiando os consumidores (a cada R$ 50 em compras o consumidor ganha um cupom, que dá direito a concorrer a 9 caminhões com 28 itens de uso doméstico, televiões, motos e carro zero quilômetro com um ano de combustível grátis).

Segundo pesquisa, curitibano vai gastar 28% mais neste ano com as compras
A expectativa do comerciante curitibano é de alta nas vendas de acordo com a pesquisa do DataCenso, feita com exclusividade pela Associação Comercial do Paraná (ACP). Segundo os dados apurados, o comerciante curitibano espera um aumento de 3% no faturamento em relação ao ano passado. Ainda de acordo com a sondagem, a maioria dos consumidores pretende gastar em roupas e brinquedos.

Confirmando a boa expectativa do comerciante, a estimativa de gasto médio também é maior,  de acordo com a pesquisa. Ano passado, o valor médio de gasto do consumidor curitibano foi de R$ 264,00. Para este ano a estimativa média de gasto é de R$ 339,00, R$ 75,00 maior do que em 2017, uma alta de 28%.

Nesta que é a data mais importante para o varejo, 42% dos comerciantes curitibanos pretendem aumentar o quadro de funcionários para atender a demanda do fim de ano. Dentro deste percentual, 83% dos comerciantes pretendem contratar funcionários em regime temporário e 17% em de forma efetiva.

Mesmo pretendendo gastar mais que o ano passado, o consumidor curitibano é cauteloso ao tratar do 13º salário. De acordo com o DataCenso, 65% dos curitibanos vão usar o 13º para quitação de dívidas e para poupar. Outros 28% pretendem também garantir alguma reserva para auxiliar nas despesas do começo de 2019.