Publicidade
Bastidores

Conselho do Coritiba vota por arquivar processo de impeachment de presidente

Samir Namur
Samir Namur (Foto: Geraldo Bubniak)

NAPOLEÃO DE ALMEIDA (UOL/FOLHAPRESS) – Por 81 votos contra 66, o Conselho Deliberativo do Coritiba votou, na noite desta segunda-feira (26), pelo arquivamento do processo de impeachment contra o presidente Samir Namur. Com um parecer desfavorável emitido ao pedido de destituição, elaborado pela Comissão Jurídica, os conselheiros optaram por encerrar a discussão sobre a saída de Namur. Com isso, não haverá votação aberta ao colégio eleitoral e o dirigente segue no comando do clube, eleito até 2020.

O presidente não tinha nenhuma acusação contra si, mas a má campanha do clube na Série B – sonhava com o acesso, mas terminou em 10º lugar – pesou contra ele. Um grupo com mais de 80 conselheiros encontrou amparo no Estatuto do clube, que aponta que a Assembleia Geral é soberana sobre o Conselho Gestor, para abrir o pedido. O Conselho Deliberativo aceitou votar o pedido, e o resultado de arquivamento interrompeu que a decisão fosse repassada para os sócios.

"Respeitaremos a decisão da maioria do Conselho por entender que as decisões sobre o destinos do clube devem ser mantidas intramuros. Respeitaremos a vontade da maioria dos Conselheiros que são os representantes eleitos dos Sócios. Esperamos que o Presidente Samir Namur efetivamente cumpra os compromissos assumidos na noite de hoje e faça uma gestão mais participativa, inclusive com eventual alteração na composição do G5 e contratação de um CEO com efetiva experiência para comandar o Coritiba, em especial com capacidade de angariar recursos de toda monta para que o time de 2019 seja competitivo", comentou Julio Jacob Jr., conselheiro que esteve à frente do pedido de impeachment em trecho de mensagem enviada à reportagem.

O Coritiba se despediu da Série B e da temporada 2018 vencendo o campeão Fortaleza, 1 a 0, no Couto Pereira na última sexta-feira (23). A equipe entra em campo apenas em 20 de janeiro, contra o Foz do Iguaçu, atuando fora de casa, na estreia no Paranaense 2019. Até lá, Namur contará com o gerente de futebol Rodrigo Pastana e o técnico Argel Fucks para planejar o elenco do próximo ano, que tentará voltar à Série A em 2020.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES