Publicidade
Câmara Federal

Conselho suspende Boca Aberta

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados decidiu, ontem por dez votos favoráveis e um contra, suspender por seis meses o mandato do deputado federal paranaense Boca Aberta (PROS). O relator, deputado Alexandre Leite (DEM/SP), havia recomendado a cassação do paranaense por quebra de decoro, mas os parlamentares do órgão decidiram abrandar a punição.
Boca Aberta também teve suspensa todas as prerrogativas regimentais pelo mesmo prazo. O deputado tem o prazo de cinco dias uteis para recorrer contra a decisão. Boca Aberta foi acusado de invadir uma unidade de saúde em Jataizinho (região Norte) em e março e filmar um médico dormindo durante o plantão, iniciando um tumulto, constrangendo profissionais e guardas municipais, além de expor a gravação nas redes sociais.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES