Pandemia

Conselho vota contra público na Arena e Athletico não terá torcida no estádio

Arena vazia: cena comum desde março de 2020
Arena vazia: cena comum desde março de 2020 (Foto: Arquivo Bem Paraná/Franklin de Freitas)

O Conselho Deliberativo do Athletico esteve reunido nessa segunda-feira (dia 4) para decidir sobre o retorno do público à Arena da Baixada na reta final dos jogos da temporada 2021. O caso foi decidido em votação e 66 conselheiros votaram contra a presença de torcedores no estádio. E 48 votaram a favor. Com isso, não haverá público na Arena nas próximas partidas.

O presidente do Athletico, Mario Celso Petraglia, defende a tese de só liberar a torcida no estádio quando todos os sócios puderem ir ao jogo. O clube tem hoje cerca de 15 mil sócios e Prefeitura de Curitiba liberou eventos para no máximo 5 mil pessoas, devido à pandemia da Covid-19. Petraglia também afirmou que o custo para abrir a Arena da Baixada para o público custa cerca de de R$ 200 mil por partida. Ou seja, abrir para a torcida seria sinônimo de prejuízo financeira, na visão do dirigente.