Publicidade
Série B

Contra o Vitória, Paraná testa força de 'talismã' e das arquibancadas

Vitinho (ao centro): jogador soma cinco vitórias e dois empates com o Paraná na Série B
Vitinho (ao centro): jogador soma cinco vitórias e dois empates com o Paraná na Série B (Foto: Divulgação/Paraná Clube/Geraldo Bubniak)

O Paraná Clube enfrenta o Vitória nesta sexta-feira (dia 8) às 19h15, na Vila Capanema, pela 34ª rodada da Série B. A partida vai testar o poder do seu novo 'talismã', o meia Vitinho. E também a força da torcida paranista.

Vitinho, 29 anos, é o único jogador do Paraná Clube que ainda não sofreu derrotas na Série B de 2019, entre aqueles que disputaram mais de três jogos. Com ele em campo, foram dois empates e cinco vitórias.

Na última rodada, o Paraná sofria para segurar o empate em 0 a 0 com o América-MG, em Minas. Vitinho entrou no segundo tempo, reorganizou o meio-campo e participou dos dois gols da vitória por 2 a 0. Agora, após sete partidas, ele soma um gol e duas assistências pelo clube.

TORCIDA
O jogo também serve como teste para as arquibancadas. O apoio da torcida tem sido tímido nessa campanha. A média de público em casa é de apenas 4.588 pagantes. Em 2017, no ano do acesso, a média foi de 10.798.

Para tentar recuperar a força da Vila Capanema, a diretoria lançou promoção para os dois próximos jogos no estádio — Vitória nesta sexta-feira e São Bento na terça-feira (dia 12). Um pacote com ingressos para estas duas partidas custa R$ 20 para quem estiver vestindo a camisa do clube. Sem o 'manto' do Tricolor, o preço sobe para R$ 40. Clique aqui para saber mais sobre a promoção de ingressos.

ESCALAÇÃO
O Paraná conta com a volta do zagueiro Rodolfo, que cumpriu suspensão na última rodada, e do atacante Judivan, recuperado de lesão. Rodolfo disputa posição com Fabrício. Judivan vinha atuando pelo lado esquerdo do setor ofensivo, com Bruno Rodrigues na direita e Matheus Anjos centralizado. O meia Vitinho pode jogar centralizado ou no lado direito. João Pedro foi titular da última partida atuando na direita. O técnico Matheus Costa vem usando o esquema tático 4-2-3-1 como base.

ADVERSÁRIO
O Vitória chega a Curitiba com uma seleção de velhos conhecidos do futebol paranaense. Um deles é o técnico Geninho, 71 anos, campeão do Módulo Amarelo da João Havelange pelo Paraná Clube em 2000 e campeão brasileiro de 2001 pelo Athletico. A lista tem também o zagueiro Zé Ivaldo (22 anos, emprestado pelo Athletico), o lateral-esquerdo Carleto (30 anos, ex-Coritiba e Athletico), o volante Baraka (33 anos, ex-Coritiba) e os meias Felipe Gedoz (26 anos, ex-Athletico), Ruy (30 anos, ex-Coritiba) e Chiquinho (30 anos, ex-Coritiba),

Chiquinho e Ruy estão lesionados e não viajaram com a delegação. Baraka e Gedoz devem começar no banco nesta sexta-feira, por opção de Geninho.

Outros desfalques são o zagueiro Everton Sena, o lateral Jonathan Bocão e o ponta Wesley.

PARANÁ x VITÓRIA
Paraná: Thiago Rodrigues; Éder Sciola, Leandro Almeida, Rodolfo (Fabrício) e Guilherme Santos; Luiz Otávio e Fernando Neto; João Pedro (Judivan ou Vitinho), Matheus Anjos (Vitinho) e Bruno Rodrigues; Jenison. Técnico: Matheus Costa
Vitória: Martín Rodriguez; Van, Zé Ivaldo, Ramon e Carleto; Léo Gomes e Lucas Cândido; Felipe Garcia, Rodrigo Andrade e Eron; Anselmo Ramon (Jordy Caicedo). Técnico: Geninho
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Local: Vila Capanema, sexta-feira às 19h15

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES