Conversas de Sánchez para formação de governo na Espanha terminam sem acordo

O líder do Partido Socialista da Espanha, Pedro Sánchez, não conseguiu o apoio da sigla de extrema esquerda Podemos em sua tentativa de formar um governo, o que prolongou o limpo político na quarta maior economia da zona do euro. O partido de Sánchez levou a maioria dos votos nas eleições gerais de abril, mas não conseguiu formar maioria parlamentar até o momento. Ele precisa negociar votos extras para obter a aprovação dos parlamentares, em um voto de confiança no fim do mês, para tomar posse.

Uma quinta rodada de negociações entre Sánchez e o líder do Podemos, Pablo Iglesias, foi desfeita sem acordo nesta terça-feira. Os dois principais partidos de centro-direita do Parlamento disseram que irão bloquear a tentativa de Sánchez de retomar o poder. Os socialista têm 123 assentos na Câmara baixa do Parlamento, de 350 lugares. Fonte: Associated Press.