Publicidade

Corinthians enfrenta Athletico-PR para tentar mostrar força sem Pedrinho

O Corinthians enfrenta o Athletico-PR nesta quinta-feira, às 19h15, na arena em Itaquera, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, e terá que superar a ausência do meia-atacante Pedrinho, convocado para a seleção olímpica. Com o jogador, o time tem desempenho para estar no G4 da competição. Sem ele, o retrospecto é de equipe que briga contra rebaixamento.

Pedrinho esteve em campo em 50 das 63 partidas na atual temporada. Com ele, o time somou 60% dos pontos. No entanto, o jogador tem sido regularmente requisitado para a seleção sub-23, isso sem contar suspensões e eventuais problemas físicos. Nos 13 jogos que ficou de fora, a equipe de Carille conseguiu só 38% dos pontos.

"A falta dele é dura, uma baixa importante, o mais 'desequilibrante' que temos, esperamos que quem entre vá bem para não sentirmos tanto a baixa. Não é fácil de substituir", comentou o argentino Boselli, que deverá ser o substituto.

Pedrinho é a principal referência para o setor ofensivo na atual temporada. Ele costuma atuar aberto pela direita e é por ali que saem as principais jogadas de gol da equipe. Sem ele, Carille deverá deslocar Vagner Love para o setor e colocar o argentino de centroavante.

Love e Boselli começarão um jogo oficial juntos pela nona vez na temporada. Até agora, nas oito partidas anteriores, foram três vitórias, dois empates e três derrotas. Além dos jogos oficiais, eles atuaram em dois amistosos no meio da temporada. O Corinthians venceu o Vila Nova por 2 a 1 no primeiro e depois perdeu pelo mesmo placar para o Londrina.

"O torcedor viu o jogo bom que fizemos contra o Independiente del Valle e pede a presença dessa dupla. Eles viram que tivemos chances de gol. Agora tem que ver o que Carille coloca. Se formos jogar os dois, muito melhor. Se for um de nós, vamos ajudar", disse Boselli.

O ataque ainda deve contar com a presença de Clayson, que vive péssimo momento no Corinthians. O próprio técnico Fábio Carille admite isso. No entanto, o jogador segue entre os titulares da equipe. A insistência pelo atacante acontece, especialmente, porque o reserva imediato, Everaldo, se recupera de uma cirurgia realizada no púbis e dificilmente entrará em campo ainda nesta temporada. Outro jogador que pode atuar no setor, o jovem Janderson, de 20 anos, tem ficado de fora, segundo o treinador, por causa da inexperiência.

"Clayson é um jogador da minha confiança. Briguei muito pela continuidade dele. Ele ajudou muito o Corinthians no primeiro semestre. Ele está mal tecnicamente, mas o que brigou contra a Chapecoense... Tem a minha confiança para que melhore", falou Carille.

O Athletico vem de vitória sobre o Bahia e luta para entrar no G6. O time voltou a priorizar o Brasileirão depois de conquistar a Copa do Brasil com uma vitória sobre o Internacional por 2 a 1 na decisão.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES