Planejamento

Coritiba anuncia que Argel Fucks será o técnico do time em 2019

"Samir Namur e Pastana: planos para 2019"
"Samir Namur e Pastana: planos para 2019" (Foto: Geraldo Bubniak)

O presidente do Coritiba, Samir Namur, divulgou nessa terça-feira (dia 20) que Argel Fucks permanecerá como técnico da equipe na temporada 2019. O treinador está no clube desde setembro. E, nesse período, somou três vitórias, quatro empates e três derrotas.  

“O Argel será nosso técnico para 2019”, disse Samir, em entrevista coletiva, nessa terça-feira. A entrevista também contou com a presença de Rodrigo Pastana, confirmado na segunda-feira como novo diretor de futebol.  

“A contratação do Pastana deve-se pelo perfil profissional. Era o nosso nome quando assumimos, mas ele estava empregado. Tem experiência e currículo para montagem de elencos na série B, bastante conhecimento neste mercado”, disse Samir. 

ESTILO DE JOGO
Rodrigo Pastana contou que já conhece o trabalho de Argel Fucks. “Trabalhei com o Argel por duas semanas no Figueirense. Somos colegas e conversamos em diversas ocasiões. Existe confiança mútua entre nós. Conversamos antes de eu aceitar aqui também”, declarou. 

O novo diretor de futebol não deu pistas sobre a formação do elenco para 2019. “Aqui existe uma base. Estamos conversando sobre o elenco, quem fica, quem sai. A formação e estrutura, todos departamentos integrados, tudo isto é fundamental para o sucesso”, disse. “A questão de contratações depende de muitos fatores. Por mais que os resultados tenham sido ruim, acredito que o projeto foi bom. Apareceram atletas, tem um elenco. Vamos avaliar quem fica e quem sai, de acordo com nossa folha salarial. Estou me ambientando”, comentou.

Sobre o estilo de jogo, Pastana afirmou que não vê Argel como um treinador “reativo”, ou seja, mais defensivo e com estratégias baseadas no contra-ataque. “A característica do Argel realmente era essa. Mas aqui no Coxa ele apresentou um modelo de proposição, com postura de agredir, de marcar na última linha, de jogar e jogar bem”, analisou.