Publicidade
Campeonato Paranaense

Coritiba atropela aspirantes do Athletico, chega ao gol 501 e termina em 1º

O Coritiba venceu por 4 a 0 o time de aspirantes do Athletico Paranaense, nesse domingo (dia 15) à tarde, no Couto Pereira, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paranaense. Com o resultado, o Coxa terminou em 1º lugar e vai enfrentar o Paraná Clube nas quartas de final. O Athletico ficou com a 3ª colocação e pega o Londrina. Nas próximas fases, a disputa será no 'mata-mata', com jogos de ida e volta.

Na semana passada, Coritiba e Athletico já estavam classificados para as quartas de final e jogavam na rodada final apenas para buscar vantagem prevista no regulamento. O mando de campo da segunda partida das quartas, das semifinais e da final fica com a equipe com melhor campanha na soma das fases anteriores. Além disso, as colocações da primeira fase definem os confrontos das quartas (1º contra 8º, 2º contra 7º, 3º contra 6º e 4º contra 5º).

RIVALIDADE
O Coritiba chegou à marca de 501 gols marcados no maior rival, segundo dados do grupo Helênicos. Nos 343 clássicos, o Furacão fez 445 gols no Coxa. O 500º gol do Coxa na história do Atletiba foi de autoria de Matheus Sales.

Atletibas 343
Vitórias do Coritiba 135
Empates 100
Vitórias do Athletico 108
Gols do Coritiba 501
Gols do Athletico 445
Fonte: Helênicos

ARTILHEIROS
Igor Jesus, Sabino, Matheus Sales e Rhodolfo fizeram os gols do Coritiba. Foi o primeiro de Igor Jesus em 2020, no seu 10º jogo. E também o primeiro de Sabino, no seu 9º jogo. Matheus Sales têm dois gols em dez partidas no ano. Rhodolfo tem três gols em oito jogos em 2020.

SEM TORCIDA
Por causa do coronavírus, o Ministério da Saúde sugeriu o cancelamento de eventos que tenham aglomeração de público – como é o caso de jogos de futebol em estádios. Na sexta-feira (13), a FPF determinou que todos jogos da 11ª rodada sejam com portões fechados.

ESCALAÇÃO DO CORITIBA
Os desfalques no Coritiba eram Nathan Ribeiro, Giovanni, Ruy e Robson. Recuperados de lesões, Gabriel e Sassá começaram no banco. O esquema tático era o 4-1-4-1, com Nathan Silva como único volante. A linha de quatro tinha Rafinha (direita) e Thiago Lopes (esquerda) como extremos, além de Renê Júnior e Giovanni Augusto centralizados.

ESCALAÇÃO DO ATHLETICO
O Athletico usou o time de aspirantes pela 8ª vez no Paranaense. A equipe principal, do técnico Dorival Júnior, só foi utilizada em três rodadas. Dessa vez, contra o Coritiba, Eduardo Barros ganhou os reforços de Khellven, Abner Vinícius, Christian, Jajá e Pedrinho, cinco novatos que estão revezando entre o time principal e o elenco de aspirantes desde o início de 2020. O esquema tático era o 4-4-2. Os quatro do meio-campo jogavam na mesma linha, com Denner (direita) e Reinaldo (esquerda) como extremos; e Léo Gomes e Christian centralizados. Pedrinho e Jajá eram os atacantes.

PRIMEIRO TEMPO
Os dois times adotaram postura ofensiva desde o início e proporcionaram um belo jogo, com ataques frequentes. O Coritiba atacou mais, criou as melhores chances e apresentou um sistema defenivo seguro. Já o Athletico teve três lances de perigo na primeira etapa, inclusive um chute de Reinaldo no travessão, mas falhou demais na defesa e pagou caro. O Coxa fez 3 a 0 em 45 minutos.

Aos 10 minutos, Pedrão errou ao cortar lançamento e Rafinha aproveitou na área, rolando para Igor Jesus chutar no canto: 1 a 0. Aos 19, Patrick Vieira cobrou escanteio e Sabino cabeceou: 2 a 0. Aos 45, Giovanni Augusto rolou para Matheus Sales mandar uma bomba de fora da área, acertando o ângulo: 3 a 0.

SEGUNDO TEMPO
Na volta do intervalo, o Athletico tirou Denner e Abner Vinícius para as entradas do centroavante Mingotti e do ponta Jaderson, que ficou improvisado na lateral-esquerda. Com isso, Jajá passou a jogar como extremo, na linha de quatro, e o 4-4-2 foi mantido. O Coritiba ampliou seu domínio, anulou totalmente o adversário e chegou ao 4º gol aos 18, após escanteio de Patrick Vieira, cabeceio de Sabino no travessão e finalização de Rhodolfo.

Aos 21, a primeiro troca no Coxa: saiu Giovanni Augusto e entrou Gabriel. Aos 24, o Athletico mudou, com a saída de Jajá e a entrada do volante Kawan. Aos 32, saiu Rafinha e entrou Galdazani no Coritiba. Aos 37, saiu William Matheus e entrou Caetano.


CORITIBA 4x0 ATHLETICO
Coritiba: Alex Muralha; Patrick Vieira, Rhodolfo, Sabino e William Matheus (Caetano); Nathan Silva; Matheus Sales, Giovanni Augusto (Gabriel), Thiago Lopes e Rafinha (Galdezani); Igor Jesus. Técnico: Eduardo Barroca
Athletico: Gabriel; Khellven, Pedrão, Luan Patrick e Abner Vinicius (Jaderson); Léo Gomes, Christian, Reinaldo e Denner (Mingotti); Jajá e Pedrinho. Técnico: Eduardo Barros
Gols: Igor Jesus (10-1º), Sabino (19-1º), Matheus Sales (45-1º) e Rhodolfo (19-2º)
Cartões amarelos: Igor Jesus, Giovanni Augusto, Rafinha, Rhodolfo, Galdezani (C). Mingotti, Léo Gomes, Reinaldo, Jaderson (A).
Árbitro: José Mendonça da Silva Jr
Público: portões fechados
Local: Couto Pereira

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
4 - Reinaldo cruza e achava Khellen livre, na área. Ele chuta e Muralha salva.
5 - Reinaldo finta Patrick Vieira e chuta cruzado. A bola bate not ravessão.
7 - Rafinha dá bom passe. Igor Jesus sai de frenta para o goleiro e chuta. Gabriel salva.
10 - Gol do Coritiba. Bola longa. Pedrão falha. Rafinha aproveita na área e rola para Igor Jesus, na cara do gol, chutar no canto.
18 - Luan Patrick erra a saída de bola. Igor Jesus chuta no canto. Gabriel espalma.
19 - Gol do Coritiba. Patrick Vieira cobra escanteio. Sabino cabeceia. Gabriel aceita.
31 - Christian chuta da meia-lua. A bola passa perto, ao lado.
45 - Gol do Coritiba. Giovanni Augusto protege na área e rola Matheus Sales, de fora da área, mandar a bomba no ângulo.

Segundo tempo
11 - Igor Jesus cruza. Na cara do gol, Thiago Lopes pega mal na bola e o chute sai fraco. Gabriel espalma para escanteio.
15 - Erro na saída do Athletico. Rafinha aproveita e chuta da meia-lua. A bola passa perto.
17 - Falta na esquerda. Patrick Vieira cruza. Igor Jesus cabeceia no centro. Gabriel rebate para escanteio.
18 - Gol do Coritiba. Patrick Vieira cobra escanteio. Sabino cabeceia no travessão. Rhodolfo pega o rebote e cutuca.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES