Publicidade
Série B

Coritiba contrata mais um jogador 'multiuso'

"Chiquinho: ele pode atuar em tr\u00eas posi\u00e7\u00f5es diferentes"
"Chiquinho: ele pode atuar em tr\u00eas posi\u00e7\u00f5es diferentes" (Foto: Divulgação/Coritiba)

O perfil multiuso foi a prioridade do Coritiba nas contratações para a Série B. Dos seis jogadores confirmados pelo clube para a competição, cinco jogam em mais de uma posição. O último a chegar foi Chiquinho,  28 anos, que estava no São Caetano e foi campeão paulista pelo Santos em 2015. 

Chiquinho revelou que atuou boa parte da carreira como lateral, mas que prefere jogar como meia ofensivo. Explicou que pode atuar centralizado no meio-campo ou como extremo, principalmente pelo lado esquerdo.

O técnico Sandro Forner vem usando o esquema tático 4-1-4-1 desde o início do ano, com dois meias centralizados e dois extremos. Nessa função pelo lado do campo, as opções do treinador são Chiquinho, Jean Carlos, Pablo, Guilherme Parede, Alvarenga e Iago Dias. Os meias Kady e Thiago Lopes também já foram usados como extremos por Forner.

Os outros quatro reforços 'multiuso' do Coritiba são Vinícius Kiss, Jean Carlos, Carlos Cesar e Abner. Kiss se destacou como volante em 2017, defendendo o Paraná Clube na Série B. Ele deve começar no Coxa nessa função. No entanto, já atuou como meia centralizado e também como extremo.

Jean Carlos é outro meia que pode jogar pelo centro do campo ou pelas 'beiradas'. Carlos Cesar é denstro e joga nas duas laterais. Abner surgiu na base do Coritiba como lateral-esquerdo, mas já foi utilizado em outros clubes (Estoril e Real Madrid B) como extremo.

O único reforço que só atua em uma posição é o centroavante Bruno Moraes, ex-Botafogo-SP.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES