Publicidade
Campeonato Paranaense

Coritiba decepciona em casa e não passa de empate contra o Rio Branco

O  Coritiba saiu atrás no placar e tentou reagir, mas não o suficiente. O time ficou apenas no empate com o Rio Branco em 1 a 1, na noite desta quinta-feira (23), no Couto Pereira. A partida era válida pela 2ª rodada da primeira fase do Campeonato Paranaense.

Na estreia, contra o FC Cascavel, o time da Capital também saiu atrás no placar, mas conseguiu a virada na etapa final, também no Couto Pereira.

CLASSIFICAÇÃO

Com o resultado desta quinta, o Coritiba foi a 4 pontos e está em 4º lugar na classificação, após 2 rodadas. O Rio Branco somou seu 2º ponto e está em 8º lugar. Os oito primeiros se classificam para as quartas de final da competição.

INVICTOS

O resultado manteve uma série de invencibilidades que o Coritiba ostentava para este jogo. O time não perdia nenhuma partida desde 5 de outubro de 2019, quando levou 2 a 0 do Paraná, pela Série B.  Não perdia em casa desde 21 de setembro do ano passado. Não perdia em casa pelo Campeonato Paranaense desde março de 2018. E não perdia para o Rio Branco desde 2007 – desde então, foram 18 confrontos entre eles, com 13 vitórias do Coxa e cinco empates.

TABELA

O próximo jogo do Coritiba será neste domingo (26), contra o Paraná, na Vila Capanema.

RAFINHA

O meia-atacante Rafinha, que entrou no segundo tempo, chegou à marca de 200 jogos pelo Coritiba nesta quinta-feira, segundo disse o clube nas redes sociais. Foram 194 partidas como titular e 6 como substituto – incluindo a desta quinta –, além de 43 gols marcados. Na próxima partida, ele receberá uma homenagem do clube.

ESCALAÇÃO

O técnico Eduardo Barroca fez sete mudanças no time titular para a partida. As novidades são o goleiro Wilson, os zagueiros Rodolfo Filemon (ex-Paraná Clube) e Caetano (na lateral-esquerda), os volantes Matheus Sales e Galdezani e os pontas Robson e Wellissol. Saíram o goleiro Alex Muralha, o zagueiro Rafael Lima, o lateral-esquerdo William Matheus, o volante Nathan Silva, o meia Gabriel, o ponta Rafinha e o centroavante Igor Jesus. “Esses quatro primeiros jogos são a nossa preparação para a temporada. Espero que possam manter o nível de atuação”, disse Barroca.

PRIMEIRO TEMPO

O Coritiba começou num 4-1-4-1. No meio, Thiago Lopes (direita), Matheus Sales (central) e Galdezani (esquerda). Guilherme Parede (direita) e Robson (esquerda) eram os extremos e Wellisol ficou de centroavante. O time tentou propor o jogo, mas não criava chances. E acabou sofrendo um gol na primeira vez em que o adversário foi ao ataque. A defesa coxa-branca falhou e Felipe Nunes fez 1 a 0 para o Rio Branco, aos 9 minutos.

Mesmo após o gol, o Coritiba tentou manter a bola e explorar passes nas costas da defesa, mas sem sucesso. Não adiantou os atacantes trocarem de posição; a marcação do adversário levava a melhor. A exceção foi aos 39 minutos, quando Parede recebeu de Robson e ficou na cara do gol, mas o goleiro Dalton salvou.

SEGUNDO TEMPO

Para o segundo tempo, o Coritiba voltou a campo com Rafinha no ligar de Thiago Lopes e o meia Gabriel na lateral-direita, em vez de Lucas Ramon. Rafinha ficou na ponta-direita e criou duas jogadas em dois minutos. Robson ficou como meia ofensivo centralizado, encostado em Wellison. E Parede ocupou o lado esquerdo. O time criou algumas chances nos primeiros 15 minutos, mas não aproveitou.

Aos 20 minutos, Barroca trocou o meio-campista Galdezani pelo centroavante Igor Jesus. Rafinha ficou um pouco mais recuado e Wellisol passou para a ponta. Aos 25, o time da casa empatou, com um gol de Rodolfo Filemon. Cheio de jogadores ofensivos (seis, entre meias e atacantes), o Coritiba pressionou até o fim, mas não conseguiu outro gol. Ao todo, o time da casa finalizou 13 vezes (8 certas), contra 3 do Rio Branco (1 certa).

CORITIBA 1 x 1 RIO BRANCO

Coritiba: Wilson; Lucas Ramon (Gabriel), Rodolfo Filemon, Sabino e Caetano; Matheus Sales; Robson, Thiago Lopes (Rafinha), Galdezani (Igor Jesus) e Guilherme Parede; Wellisol. Técnico: Eduardo Barroca
Rio Branco: Dalton; Luis Roberto (Wagner), Salazar, Renato Oliveira e Higor; Paulo Henrique, Zezinho (Arthur), Felipe Santos (Lito) e Felipe Nunes; Kaio Wilker e Balotelli. Técnico: Tcheco
Gols: Felipe Nunes (9-1º), Rodolfo Filemon (25-2º)
Cartões amarelos: Felipe Santos, Kaio Wilke, Matheus Sales, Galdezani, Balotelli
Árbitro: Murilo Ugolini Klein
Público: 9.260
Local: Couto Pereira, em Curitiba, quinta-feira 

LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO

3 – Matheus Sales arrisca de fora da área. A bola sai à direita do gol

9 – Gol do Rio Branco. Após cruzamento, Sabino falha. A defesa bate cabeça e a bola cai com Kaio Wilker, quase na linha de fundo. Ele cruza. Rodolfo Filemon tenta afastar, mas manda a bola para Felipe Nunes, que completa para dentro, quase em cima da risca

15 – Galdezani apanha sobra da defesa e bate de fora da área. Dalton pega

23 – Guilherme Parede cobra escanteio. A zaga afasta mal. Robson cabeceia. Dalton salta e pega

38 – Sabino erra o passe. Balotelli fica com a bola, avança, chega perto da área e chuta por cima

39 – Robson toca para Guilherme Parede, que fica na cara do gol e finaliza. Dalton sai e faz grande defesa. Parede cobra o escanteio e Sabin cabeceia por cima

SEGUNDO TEMPO

1 – Rafinha faz a jogada e deixa com Galdezani, que bate a gol. Dalton pega

2 – Rafinha cruza, Wellison fura. A bola cai com Gabriel, que bate por cima do gol

4 – Galdezani fica com a bola e bate a gol. A bola desvia e sai à direita

7 – Robson ganha a bola no meio-de-campo e serve Rafinha, que avança, corta um marcador e chuta de esquerda, Dalton pega

15 – Wellisol cruza. Robson tenta finalizar de primeira, mas é travado na hora H

20 – Gabriel tenta o chute cruzado, de pé esquerdo. O goleiro pega

25 – Gol do Coritiba. Guilherme Parede cobra alta para a área. Rodolfo Filemon sobe e cabeceia à esquerda do goleiro

31 – Gabriel lança. Rafinha ajeita de cabeça. Igor Jesus finaliza, o goleiro defende e Wellisol marca. O árbitro marca impedimento de Rafinha

32 – Artur ganha a bola de Matheus Sales e serve Felipe Nunes, que bate por cima do gol

35 – Wellisol dribla Higor duas vezes e bate a gol. Higor desvia e Dalton consegue defender

40 – Igor Jesus fica com a bola, avança e chuta por cima do gol

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES