Reformulação

Coritiba efetiva Tcheco como técnico, confirma reforços e anuncia mudanças

Samir Namur
Samir Namur (Foto: Geraldo Bubniak)

O presidente do Coritiba, Samir Namur, afirmou nessa segunda-feira (dia 13) que pretende manter Tcheco como técnico da equipe até o final da Série B de 2018. Tcheco é auxiliar-técnico da comissão técnica permanente desde o início do ano. Ele assumiu o cargo de técnico após a demissão de Eduardo Baptista, na última sexta-feira. “Ele não é interino. É o técnico do Coritiba”, disse Namur, em entrevista coletiva nessa segunda-feira. “Queremos que o Tcheco seja o treinador do Coritiba até o final da Série B”, afirmou.

“Temos confiança no trabalho do Tcheco, que já mostrou esta qualidade em momentos difíceis, aqui no Coritiba, em outro cargo no Paraná. Um técnico com mais bagagem e de nome foi ponderado, mas entendemos que o perfil e conhecimento do Tcheco é o que precisamos”, disse o dirigente.

Na sexta-feira, também foram demitidos o diretor de futebol, Augusto de Oliveira, o gerente de futebol, o ex-zagueiro Pereira, e o auxiliar Gustavo, que foi indicado por Baptista.

Para a função de Gustavo, Samir Namur avisou que Matheus Costa já foi contratado. Ele foi técnico do Paraná Clube na Série B de 2017 e, em 2018, comandou o Joinville. Com isso, Tcheco terá dois auxiliares: Goiano e Matheus Costa. “Um clube do porte do Coritiba trabalha com dois auxiliares. O Matheus já trabalhou no clube por mais de um ano. Fechamos com o Matheus e ele já está no CT trabalhando”, disse. 

DIRETOR E GERENTE
Em relação aos cargos de Pereira e Augusto de Oliveira, Samir Namur avisou que o clube só contratará um profissional para exercer essas duas funções. “Vamos procurar apenas um profissional para englobar as duas funções. Alguém com perfil de gerente, de gestão de pessoas e de procedimentos. A quantidade de nomes indicados é imensa”, afirmou o dirigente. Ele explicou que, no momento, não há mais a necessidade de um diretor de futebol especializado no mercado de jogadores, já que o período de contratações está encerrando. “A janela de contratações fecha logo. Temos dois atletas que faltam ser anunciados, e o cargo de diretor de futebol, neste momento, com este prazo é menor. Procuramos um perfil mais para gerente, de pessoas e trabalho, neste momento”, argumentou.

BAPTISTA
Samir Namur também explicou como foi a demissão de Baptista. “Não foi só um juízo do que ocorreu no jogo da sexta-feira, mas do que já vinha ocorrendo”, disse. “Não estamos diante de uma situação desesperadora”, comentou. “Mas, a essa altura, o time deveria já estar consolidado no G4”, analisou. “Temos tempo para mudar, melhorar na tabela e se consolidar no G4”, argumentou.

REFORÇOS
O presidente do Coritiba confirmou que o atacante Guilherme, da Chapecoense, e o meia Carlos Eduardo, ex-Paraná Clube, já estão contratados. “Vão melhorar o nível técnico do time”, disse Namur.

COBRANÇA
“As conversas, as cobranças com o elenco acontecem sempre, independentemente das mudanças de agora. Mais especificamente depois do jogo do Guarani a cobrança passou a ser maior. As medidas tomadas mostram o momento de dificuldade, que temos que reconhecer”, declarou o presidente. “Sempre tivemos convicção nas escolhas que fizemos. Que não foram feitas por impulso, ou para agradar alguma opinião pessoal, mas pensando no clube. A oscilação existe, e temos a necessidade de acesso neste ano. O cenário atual pede mudanças”, completou.