Publicidade
Série B

Coritiba enfrenta neste sábado o Boa Esporte, um lanterna com números pífios

"Eduardo Baptista: sem menosprezo ao lanterna"
"Eduardo Baptista: sem menosprezo ao lanterna" (Foto: Geraldo Bubniak)

O Coritiba volta a jogar pela Série B neste sábado (dia 19) às 19 horas, quando enfrenta o Boa Esporte, em Varginha. O adversário não é um lanterna comum. Além de último colocado, o time mineiro vem de cinco derrotas nas cinco rodadas. Não somou pontos na competição e marcou apenas um gol. E sofreu oito. 

Em toda temporada, o Boa tem números pífios. Venceu apenas quatro das 19 partidas do ano. Todas as vitórias foram pelo Campeonato Mineiro, sobre Patrocinense, Uberlândia, Caldense e Villa Nova. 

Foram apenas seis gols marcados nessas 19 partidas. Ou seja, o time demora cerca de 270 minutos (três jogos inteiros) para marcar um gol. 

No Campeonato Mineiro, a equipe terminou a primeira fase em sétimo lugar. Depois, nas quartas de final, acabou eliminada pelo América-MG. Na 1ª fase da Copa do Brasil, empatou em 0 a 0 fora de casa com o Vitória da Conquista. Foi o suficiente para avançar. Na 2ª fase, ficou no 0 a 0 com o Goiás e acabou perdendo nos pênaltis.

Os péssimos resultados nas três competições provocaram a queda do técnico Sidney Moraes e do coordenador Nedo Xavier, em 7 de maio. O técnico Daniel Paulista, ex-Sport, foi contratado e estreou com derrota para o CSA, em Maceió.  

Os números negativos do Boa serviram como sinal de alerta para o técnico do Coritiba, Eduardo Baptista. “Nós vamos enfrentar um adversário que vem de cinco derrotas, e nem por isso a gente tem que chegar lá e achar que vai ganhar de qualquer maneira. A gente tem que respeitar, estar organizado e tem que ser agressivo”, declarou Baptista.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES