Série B

Coritiba enfrenta um Paysandu desfalcado e em crise

Yan Sasse
Yan Sasse (Foto: Geraldo Bubniak)

Coritiba e Paysandu se enfrentam nesta quarta-feira (dia 4) às 18 horas, no Couto Pereira, pela 14ª rodada da Série B. Os dois times estão separados por três pontos na tabela. O Coxa é o 6º colocado, com 20 pontos. A equipe do Pará está na 11ª colocação, com 17 pontos.

A fase do Paysandu é crítica. O time só somou uma vitória nos últimos 11 jogos – seis empates e quatro derrotas. O momento do Coritiba também é complicado. O time não vence há quatro partidas - três empates e uma derrota.

O meia-atacante Alisson Farias, do Coritiba, comentou a fase vivida pelos dois times. “Estamos vindo de três empates, por mais que o campeonato seja longo e todo ponto tem sua importância, precisamos voltar a vencer o mais rápido possível”, disse. “Enfrentar o Paysandu é difícil, tem um time bem equilibrado. Precisamos fazer valer o fator casa. Nossa torcida faz a diferença”, completou.

A partida será um confronto de duas equipes desfalcadas. O Coritiba não contará com o lateral-esquerdo William Matheus, lesionado, além do zagueiro Thalisson Kelven e do volante Simião, suspensos por cartões amarelos. O técnico Eduardo Baptista também segue sem contar com o zagueiro Geovane, o meia Thiago Lopes e o lateral-direito Carlos César, que estão há mais tempo no departamento médico.

No Paysandu, a lista de desfalques tem o zagueiro Diego Ivo, o lateral-direito Matheus Silva, o lateral-esquerdo Carlinhos (ex-São Paulo, Fluminense e Santos), o volante Willyam e os atacantes Dionathã e Cassiano.

No Coritiba, Eduardo Baptista vai modificar o esquema tático. Ele usou o 4-2-3-1 em todas as partidas desde que chegou ao clube. A exceção foi na última rodada, quando não contava com o meia Yan Sasse, suspenso por amarelos. Com isso, adotou o 4-1-4-1. Agora, com a volta de Sasse, o treinador retorna ao 4-2-3-1. 

Serão três modificações na equipe. Sasse, Chiquinho e Romércio entram nos lugares de Simião, William Matheus e Thalisson Kelven. “Sem o William Matheus você tem o Chiquinho. O Romércio ainda não jogou no Brasileiro, mas tem a nossa confiança, tem estilo diferente do Thalisson, mas tem um ponto que me agrada muito, que é a coragem, corre para frente, agride o adversário. A gente tem muita confiança. Não poder contar com o Simião me propicia colocar um sistema mais ofensivo com o Yan. A ideia é abrir um homem de meio para colocar um meia-atacante, como será com o Yan”, explicou o técnico, em coletiva à imprensa.

CORITIBA x PAYSANDU
Coritiba: Wilson; Leandro Silva, Romércio, Alex Alves e Chiquinho; Vitor Carvalho e Uillian Correia; Guilherme Parede, Yan Sasse e Alisson Farias; Pablo Thomaz. Técnico: Eduardo Baptista
Paysandu: Renan Rocha; Maicon Silva, Edimar, Fernando Timbó e Mateus Muller; Nando Carandina, Renato Augusto e Thomaz; Claudinho, Moisés e Pedro Carmona. Técnico: Dado Cavalcanti 
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Local: Couto Pereira, às 18 horas