Publicidade
Série B

Coritiba faz gol de pênalti no finzinho e vence o Guarani em Campinas

Jogadores do Coritiba comemoram o gol do goleiro Wilson
Jogadores do Coritiba comemoram o gol do goleiro Wilson (Foto: Divulgação / Coritiba)

O Coritiba teve gol anulado. Reclamou de pênalti não marcado. Mas conseguiu derrotar o Guarani por 1 a 0, graças a um pênalti marcado no finzinho do jogo e convertido pelo goleiro Wilson. O jogo, nesta terça-feira (11) à noite, foi disputado no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, e era válido pela 8ª rodada da Série B.

O resultado interrompe a regressão do Coritiba na Série B. Nos sete jogos anteriores, o time derrotou a Ponte Preta (2 a 0) na estreia, mas depois só venceu uma vez (2 a 1 sobre o Cuiabá). Nas duas últimas rodadas, o Coxa penou para empatar com o América-MG, que estava na zona de rebaixamento, e perdeu em casa para o Paraná Clube, de virada (3 a 2).

O Coritiba havia iniciado a 8ª rodada em 13º lugar, com 9 pontos. O Guarani, por sua vez, estava na zona de rebaixamento, em 19º lugar, com apenas 5 pontos. Coma vitória, o time coxa-branca foi a 12 pontos e avançou para a 9ª posição. A ideia era terminar a 8ª rodada pelo menos na zona de classificação para a Série A.

TABELA

O Coritiba volta a campo apenas em julho. Isso porque a Série B será paralisada, para a disputa da Copa América, que será no Brasil. A 9ª rodada da série B prevê que o Coritiba enfrente o Criciúma, em Santa Catarina. A data inicialmente seria 13 de julho, um sábado, mas ainda pode ser alterada para sexta-feira (12 de julho), por exemplo.

POLÊMICA

Aos 23 minutos, o Coritiba chegou a marcar um gol, que foi motivo de controvérsia. Quando o Guarani estava com a bola, o árbitro Leo Simão Holanda parou o jogo para atendimento ao goleiro coxa-branca Wilson, que estava caído. Ao reiniciar o jogo, ele deu bola ao chão. O lateral Sávio chutou para a frente. A zaga do Guarani ficou parada e Rodrigão aproveitou: arrancou e tocou na saída do goleiro. Pela nova regra, o árbitro deveria ter dado a bola ao Guarani, mas isso não ocorreu – se houvesse VAR, o gol teria sido anulado. Depois de sete minutos de reclamações, o árbitro voltou atrás e invalidou o gol. “Ele (árbitro) pediu para eu devolver, eu devolvi. O erro foi do árbitro. Aí, o que aconteceu depois (o gol e a anulação) é com ele”, disse o lateral Sávio.

ARTILHARIA

O atacante Rodrigão é o artilheiro do Coritiba na Série B, com 7 gols em 8 jogos. Mas não cobrou o pênalti nesta terça – ele já havia errado dois na competição, diante de Londrina e CRB. O time coxa-branca marcou ao todo nove gols; além dos sete de Rodrigão, os outros foram de Juan Alano e de Wilson.

ESCALAÇÃO

O Coritiba tinha seis desfalques. Um deles era o volante João Vitor, suspenso. Outros cinco estavam lesionados: os laterais Diogo Mateus e Patrick Brey, o zagueiro Romércio, o meia Giovanni e o ponta Rafinha. Além disso, o zagueiro Alan Costa ficou de fora por decisão do técnico Umberto Louzer, bem como o ponta Welinton Júnior. Após terem atuado no último sábado, os dois nem viajaram a Campinas. Sem esses jogadores, o treinador armou o time num 4-2-3-1. “A gente espera a mesma organização. Não vejo como desfalque, vejo como oportunidade”, disse Louzer.

PRIMEIRO TEMPO

O Coritiba tentou impor o jogo – chegou a somar 57% de posse de bola na etapa –, mas apresentava dificuldades nos passes perto da área. Não conseguiu concatenar nenhuma boa jogada. E não finalizou nenhuma vez na direção certa. A exceção foi o gol de Rodrigão, que acabou anulado. Para piorar, depois desse lance, só deu Guarani graças principalmente a lances do veterano Eder Luis. O goleiro Wilson teve que fazer três defesas – uma delas, salvadora, cara a cara com Davó – e Sabino salvou um gol em cima da risca.

SEGUNDO TEMPO

Na etapa final, o Coritiba perdeu o meia-atacante Lucas Tocantins, machucado, aos 5 minutos. Nathan entrou em seu lugar. Aos 10, o atacante Rodrigão reclamou de um pênalti em que Brunno Lima tocou a bola com a mão, dentro da área, mas o árbitro deixou passar. Apesar do esforço, o time paranaense não criava chances significativas. Aos 28 minutos, o técnico Umberto Louzer trocou o volante Vitor Carvalho pelo meia Thiago Lopes. O time ficou no 4-1-4-1. Aos 34, Juan Alano deu lugar a Igor Paixão. Aos 44, Nathan sofreu pênalti. Wilson cobrou e selou a vitória do Coritiba.

ESTATÍSTICAS

Ao fim da partida, o Coritiba somou 7 finalizações (2 certas), 51% de posse de bola, 82% de acerto nos passes e 7 escanteios. O Guarani obteve 16 finalizações (5 certas), 49% de posse de bola, 82% de acerto nos passes e 2 escanteios. Os números são do site Sofascore.

 

GUARANI 0 x 1 CORITIBA
Guarani: Giovanni; Lenon, Ferreira, Brunno Lima e Armero; Deivid (Arthur Resende); Mateusinho, Ricardinho, Igor Henrique (Diego Cardoso) e Éder Luis (Felipe Amorim); Davó. Técnico: Vinícius Eutrópio
Coritiba: Wilson; Sávio, Walisson Maia, Sabino e Fabiano; Vitor Carvalho (Thiago Lopes) e Matheus Sales; Juan Alano (Igor Paixão), Luiz Henrique e Lucas Tocantins (Nathan); Rodrigão. Técnico: Umberto Louzer
Gol: Wilson (46-2º)
Cartões amarelos: Walisson Maia, Ricardinho, Vitor Carvalho, Fabiano, Rodrigão, Brunno Lima, Ferreira
Árbitro: Leo Simão Holanda (CE)
Público: 2.089 (pagante)
Renda: R$ 26.107,00.
Local: Estádio Brinco de Ouro, em Campinas, terça-feira

 

LANCES DO JOGO

PRIMEIRO TEMPO

11 – Lenon dribla um marcador e chuta da risca da área. Wilson pega

14 – Sabino arrisca de longe. A bola resvala na defesa e sai em escanteio. Após a cobrança, Luiz Henrique cruza e Walisson Maia cabeceia para fora

20 – Sávio finaliza de fora da área e manda por cima do gol

21 – Mateusinho cobra falta para a área. Davó escora. Wilson sai e perde a dividida contra Brunno Lima, que toca a gol. Sabino salva em cima da risca

23 – Após parar o jogo para atendimento ao goleiro Wilson, o árbitro dá bola ao chão. Sávio dá um chutão para o Coritiba. Rodrigão recebe, entra na área e toca na saída do goleiro, marcando o gol. Depois de sete minutos de reclamações, o árbitro anulou o gol

31 – Mateusinho cobra falta e manda por cima do travessão

38 – Após jogada de Eder Luis, Davó fica com a bola e manda longe do gol

43 – Eder Luiz cobra escanteio. Brunno Lima cabeceia com perigo, mas por cima do gol

46 – Eder Luiz toca para Armero, que chuta cruzado. Wilson dá rebote e Davó finaliza na rede do lado de fora

49 – Eder Luiz dribla dois coxas-brancas e bate de fora da área. A bola sai à direita do gol

50 – Ricardinho, no meio-de-campo, faz um passe genial e deixa Davó na cara do gol. Ele toca no canto esquerdo e Wilson faz grande defesa

51 – Eder Luiz cruza e Mateusinho cabeceia para fora

SEGUNDO TEMPO

6 – Juan Alano cobra falta para a área. A zaga afasta. Juan Alano emenda para o gol. O goleiro pega

7 – Mateusinho arrisca de longe e manda por cima do gol

10 – Fabiano cruza para a área. Rodrigão cabeceia. A bola bate na mão de Brunno Lima, que estava erguida. O árbitro manda seguir

19 – Armero cruza. Lenon finaliza de primeira, com estilo, mas por cima do gol

21 – Ricardinho arrisca de longe e manda por cima do gol

33 – Arthur Resende cruza. GFelipoe Amorim cabeceia com perigo, mas para fora

40 – Após jogada de Rodrigão, Igor Paixão chuta cruzado. Giovanni defende

42 – Mateusinho domina fora da área e chuta forte. Wilson pega

44 – Fabiano lança. Brunno Lima derruba Nathan na área. O árbitro marca pênalti

46 – Gol do Coritiba. Wilson bate o pênalti no canto esquerdo do goleiro

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES