Publicidade
Série B

Coritiba joga mal e perde para o 'time do momento'

Coritiba joga mal e perde para o 'time do momento'
O técnico Argel Fucks, do Coritiba: desolação (Foto: Geraldo Bubniak)

O Coritiba perdeu por 2 a 0 para a Ponte Preta nessa terça-feira (dia 13) à noite, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela penúltima (37ª) rodada da Série B. A equipe paranaense não tinha mais chances de acesso antes da partida. Com o resultado, ficou em 10º lugar, com 49 pontos. O time de Campinas subiu da 5ª para a 2ª colocação, agora com 59 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

A Ponte é o “time do momento” na Série B. Desde a chegada do técnico Gilson Kleina, somou sete vitórias e um empate.

Esse foi o 10º jogo do técnico Argel Fucks no comando do Coritiba. Ele soma três vitórias, quatro empates e três derrotas com a equipe. 

Em relação ao desempenho, o Coritiba novamente jogou mal, com erros grotescos na marcação, falhas individuais bizarras e falta absoluta de criatividade no setor ofensivo. As exceções foram três jogadas do meia Chiquinho e um cruzamento do lateral William Matheus. 
 
ESCALAÇÕES
A lista de convocados do Coritiba para o jogo tinha dez ausências. Abner estava suspenso. Wilson, Alisson Farias, Jean Carlos, Thiago Lopes e Carlos Eduardo seguem em recuperação. Outros quatro ficaram fora por opção da comissão técnica: Escobar, Uillian Correia, Vinicius Kiss e Bruno Moraes. O esquema tático foi o mesmo 4-2-2-2 da última partida. A Ponte, que não tinha Tiago Real, adotou o 4-2-3-1.  

PRIMEIRO TEMPO
O jogo começou com gol. Aos 3 minutos, após escanteio a favor do Coritiba, o lateral Ruan, da Ponte, pegou o rebote dentro da área, atravessou todo o campo e cruzou rasteiro. Leandro Silva tentou cortar e fez contra. Depois disso, o time de Campinas recuou e tentou contra-ataques, mas quase não incomodou. O Coxa teve domínio absoluto do meio-campo e somou 76% de posse de bola nos 45 minutos. No entanto, só criou uma boa jogada ofensiva nesse período. E a Ponte ampliou para 2 a 0 aos 38, em bom passe de Matheus Vargas para Júnior Santos finalizar. 

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou com o mesmo cenário de antes, com o Coritiba dominando a posse de bola, mas sem criatividade. Aos 13 minutos, João Vitor cometeu falta violenta e foi expulso. A Ponte ficou com um jogador a menos. Em seguida, aos 16, Argel tirou o volante Simião e colocou o atacante Guilherme. O Coritiba não soube usar a superioridade numérica e seguiu jogando mal.

ESTATÍSTICAS
Na partida, o Coritiba teve 6 finalizações (1 certa), 72% de posse de bola, 87% de eficiência nos passes e 2 escanteios. A Ponte somou 5 finalizações (3 certas), 28% de posse de bola, 60% de eficiência nos passes e 3 escanteios. Os números são do Sofascore.

PONTE PRETA 2 x 0 CORITIBA
Ponte Preta: Ivan; Ruan, Renan Fonseca, Reginaldo e Danilo Barcelos; João Vítor e Lucas Mineiro; André Luís (Hyuri), Matheus Vargas (Roberto) e Júnior Santos; Victor Rangel (Nathan). Técnico: Gilson Kleina
Coritiba: Rafael Martins; Leandro Silva, Alan Costa, Rafael Lima e William Matheus; Vitor Carvalho e Simião (Guilherme); Matheus Bueno (Jonatas Belusso) e Chiquinho (Nathan); Guilherme Parede e Alecsandro. Técnico: Argel Fucks
Gols: Leandro Silva (contra, 3-1º) e Júnior Santos (38-1º) 
Expulsão: João Vitor (13-2º) 
Cartões amarelos: Guilherme, Rafael Lima (C). Nathan (PP)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Público: 10.814 pagantes
Local: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP)

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
3 – Gol da Ponte.
Escanteio para o Coxa. Ruan pega o rebote na área, dispara, atravessa o campo inteiro e cruza rasteiro. Leandro Silva tenta cortar e marca contra. 
7 – Lucas Mineiro cruza. Ruan entra na pequena área, mas cabeceia para fora.
13 – Cruzamento. Todo mundo fura. Simião fica livre na área e chuta para longe. 
33 – William Matheus cruza. Leandro Silva entra na área e cabeceia perto, sobre o gol.
38 – Gol do Ponte. Matheus Vargas acerta com passe em profundidade. Junior Santos recebe na entrada da área, finta Leandro Silva e chuta no canto.
47 – Victor Rangel chuta de fora da área. Rafael Martins segura no centro do gol.

Segundo tempo
5 – Chiquinho chuta de fora da área. O goleiro espalma.
38 – Falta na linha de fundo. Em vez de cruzar, Danilo Barcelos tenta o chute direto. Rafael Martins espalma para escanteio.

DESTAQUES DOS EDITORES