Publicidade
Copa do Brasil

Coritiba perde chance de acumular R$ 5,4 milhões sem enfrentar times de Série A

Coritiba e Manaus, na Arena da Amazônia
Coritiba e Manaus, na Arena da Amazônia (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba desperdiçou uma chance de acumular R$ 5,4 milhões sem precisar enfrentar times da Série A do Campeonato Brasileiro. Na última quarta-feira (dia 12), foi eliminado da Copa do Brasil de 2020 pelo Manaus, vice-campeão da Série D do Brasileiro 2019 e participante da Série C de 2020.

Se conseguisse passar pelo Manaus, o Coritiba enfrentaria o Brasil de Pelotas, 14º colocado da Série B 2019 e lanterna do Grupo B do Campeonato Gaúcho 2020.

Caso eliminasse o Brasil (RS), o time paranaense pegaria na terceira fase o vencedor do duelo entre o Brusque e o Remo.

O Brusque foi campeão da Série D em 2019 e vai disputar a Série C em 2020. O Remo fez a 9ª melhor campanha da Série C de 2019.

Por participar da primeira fase da Copa do Brasil, o Coritiba recebeu a cota de R$ 950 mil. Se passasse pelo Manaus, ganharia mais R$ 1 milhão, acumulando assim R$ 1,95 milhão. Caso eliminasse Manaus e Brasil (RS), acumularia R$ 3,45 milhões. E se chegasse à quarta fase, passando também por Brusque ou Remo, a quantia acumulada seria de R$ 5,45 milhões.

Os confrontos da quarta fase são definidos por sorteio. A fase seguinte, as oitavas de final, também é estabelecida por sorteio.

Para se ter uma ideia do peso desse valor nas finanças do clube, o Coritiba recebeu R$ 6 milhões para disputar as 38 rodadas da Série B de 2019, como cota de televisionamento. Em 2020, o Campeonato Paranaense é transmitido apenas pela plataforma de streaming DAZN, que pagou R$ 370 mil para cada clube.

O Coritiba ainda negocia com a Globo a participação na transmissão do Brasileirão 2020. A última vez que jogou a Série A, o clube paranaense recebeu cerca de R$ 35 milhões pelos direitos de televisionamento.

COTAS DA COPA DO BRASIL 2020
Primeira fase
Grupo 1: R$ 1,1 milhão
Grupo 2: R$ 950 mil
Grupo 3: R$ 540 mil

Segunda fase
Grupo 1: R$ 1,3 milhão
Grupo 2: R$ 1 milhão
Grupo 3: R$ 650 mil

Terceira fase: R$ 1,5 milhão
Quarta fase: R$ 2 milhões
Oitavas de final: 2,6 milhões
Quartas de final: R$ 3,3 milhões
Semifinais: R$ 7 milhões
Vice-campeão: R$ 22 milhões
Campeão: R$ 54 milhões

Grupo 1: 15 primeiros colocados no Ranking da CBF
Grupo 2: Clubes da Série A abaixo do Top 15 do Ranking da CBF
Grupo 3: Clubes abaixo do Top 15 do Ranking da CBF e abaixo da Série A

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES