Brasileirão

Coritiba perde pênalti aos 46 e acaba derrotado pelo Botafogo no Couto Pereira

(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)
(Foto: Valquir Aureliano)

O Coritiba perdeu por 2 a 1 para o Botafogo, nesse sábado (dia 19) à noite, no Couto Pereira, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 19º lugar, com 21 pontos, dentro da zona de rebaixamento. A equipe carioca deixou a lanterna e subiu para a 18ª posição, com 23 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

O interino Pachequinho comandou o Coritiba na partida. Há uma semana, após a derrota para o Sport, o clube demitiu o técnico Rodrigo Santana.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Coritiba.

DESEMPENHO
O jogo foi equilibrado, com mais volume do Botafogo, mas com as melhores chances para o Coritiba. O time paranaense pagou o preço por desperdiçar três grandes chances de gol: uma com Pablo Thomaz, outra com Rafinha e o pênalti mal cobrado por Sabino.

FASES
O time paranaense está agora há 7 jogos sem vencer (5 derrotas e 2 empates). O Botafogo encerrou um longo jejum: vinha de 7 derrotas seguidas e de 12 partidas consecutivas sem vencer (10 pelo Brasileirão e 2 pela Copa do Brasil).

PÊNALTIS
O árbitro marcou pênalti para o Botafogo aos 35 do 2º, após a bola bater no braço de Matheus Sales na área, em chute de Forster. O ex-árbitro Sandro Meira Ricci afirmou no Sportv que a decisão foi correta. Aos 46 do 2º, ele anotou penalidade para o Coxa, por falta de Kevin em Robson. Sandro Meira Ricci declarou no Sportv que a arbitragem errou nesse lance.

ESCALAÇÃO DO CORITIBA
Pachequinho fez seis mudanças em relação ao último jogo, com as saídas de Mailton, Hugo Moura, Matheus Bueno, Mattheus Oliveira, Robson e Ricardo Oliveira. Voltaram ao time titular após suspensão: Matheus Sales, Galdezani e William Matheus. E entraram na equipe por opção do treinador: Jonathan, Pablo Thomaz e Neilton. O único desfalque era o ponta Cerutti. O esquema tático foi o 4-2-3-1, com Rafinha (direita), Neilton (esquerda) e Giovanni Augusto (centro) na linha de três do setor ofensivo.

ESCALAÇÃO DO BOTAFOGO
As baixas no Botafogo eram Angulo, Gatito, Guilherme Santos, Kelvin, Lucas Barros, Saulo, Bruno Nazário e Victor Luis. O time usou o 4-1-4-1, com Zé Welison como único volante.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo foi equilibrado. O Botafogo teve mais posse de bola (57%) e arriscou mais (12 a 7), porém levou pouco perigo. Os quatro momentos de maior perigo foram três escanteios e uma falta levantada para a área – todas jogadas do japonês Honda. O Coritiba construiu três boas jogadas com dribles e passes de Neilton. E chegou ao gol em uma delas, aos 26. Ele tabelou com Giovanni Augusto, recebeu na área e chutou no canto: 1 a 0. O Coxa perdeu grande chance para ampliar aos 35, quando Sabino lançou e Pablo Thomaz saiu na cara do gol, mas chutou em cima do goleiro.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, Pachequinho tirou Galdezani e colocou o volante Hugo Moura. O Botafogo avançou e aumentou a pressão. Aos 18, entraram Mailton e Robson no Coritiba. A partir dos 20, o Coxa começou a equilibrar a partida, que ficou com muita disputa física e raros ataques. Aos 23, entrou Mattheus Oliveira. Aos 25, Rafinha roubou a bola no ataque, saiu na cara do gol e perdeu chance incrível. Aos 27, foi a vez de Yan Sasse entrar em campo.

O jogo parecia controlado, mas aos 29 o Botafogo chegou ao empate em um lance esquisito. Cícero lançou para a área povoada. A bola bateu no chão e entrou direto: 1 a 1. O time carioca partiu para o abafa e criou boa chance aos 32. Aos 33, conseguiu um pênalti. Pedro Raul cobrou e virou para 2 a 1. Aos 46, Robson foi derrubado por Kevin na risca da área. O árbitro marcou pênalti. Sabino chutou sobre o gol e desperdiçou.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Coritiba somou 10 finalizações (4 certas), 45% de posse de bola, 80% de acerto nos passes e 4 escanteios. O Botafogo obteve 18 finalizações (3 certas), 55% de posse de bola, 88% de acerto passes e 11 escanteios. Os números são do site Sofascore.

CORITIBA 1x2 BOTAFOGO
Coritiba: Wilson; Jonathan (Mailton), Rhodolfo, Sabino e William Matheus; Matheus Sales e Galdezani (Hugo Moura); Rafinha, Giovanni Augusto (Mattheus Oliveira) e Neilton (Yan Sasse); Pablo Thomaz (Robson). Técnico: Pachequinho
Botafogo: Cavalieri; Kevin, Benevenuto, Kanu e Forster; Zé Welison (Matheus Babi); Caio Alexandre, Honda (Cícero), Warley (Lecaros) e Kalou (Rhuan); Pedro Raul. Técnico: Eduardo Barroca
Gols: Neilton (26-1º), Cícero (29-2º) e Pedro Raul (36-2º)
Cartões amarelos: Galdezani, Matheus Sales, Mailton (C). Kanu (B).
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (SP)
Local: Couto Pereira

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
1 - Neilton parte pela esquerda e rola para Giovanni Augusto, que chuta sobre o gol.
4 - Escanteio para o Botafogo. Honda cruza. Kalou cabeceia e a zaga provoca um bate e rebate, mas tira o perigo no fim.
19 - Jonathan despacha pra frente. Forster intercepta e aciona Pedro Raul, que invade a área e chuta no alto. Wilson espalma para escanteio.
21 - Giovanni Augusto cobra escanteio. Rhodolfo cabeceia perto, ao lado.
23 - Neilton chuta de fora da área. O goleiro espalma para escanteio.
26 - Gol do Coritiba. Neilton dispara, tabela com Giovanni Augusto, recebe na cara do gol e cutuca no canto.
28 - Caio Alexandre invade a área e chuta cruzado. A bola vai na rede, pelo lado de fora.
35 - Sabino lança. Pablo Thomaz recebe nas costas da defesa, sai na cara do gol e chuta. O goleiro salva.
38 - Giovanni Augusto cai na área ao dividir com Kevin e pede pênalti.
40 - Falta na linha de fundo. Em vez de cruzar, Honda bate direto, com efeito. Wilson dá um tapinha para escanteio.

Segundo tempo
14 - Falta no meio-campo. Honda lança para a área. Kanu cabeceia perto, ao lado.
16 - Honda chuta de fora da área. A bola vai ao lado.
25 - Rafinha rouba a bola no ataque, sai na cara do gol e se atrapalha. A zaga se recupera.
29- Gol do Botafogo. Cícero lança para a área. A bola bate no chão e entra no canto, direto.
32 – Babi recebe na área e cruza rasteiro. Livre na pequena área, Rhuan erra a bola.
33 – Depois de escanteio, Forster fica livre e chuta. A bola bate no braço de Matheus Sales. O árbitro verifica no VAR e marca pênalti.
36 - Gol do Botafogo. Pedro Raul cobra o pênalti e marca.
46 – Robson é derrubado por Kevin na risca da área. O árbitro marca pênalti. Sabino cobra e chuta sobre o gol.