Publicidade
Mercado da bola

Coritiba pode confirmar o 13º reforço de 2018

Alisson Farias
Alisson Farias (Foto: Reprodução/Gebrasil.com.br)

O Coritiba está perto de confirmar o 13º reforço da temporada 2018. O próximo a chegar ao clube alviverde pode ser o meia-atacante Alisson Farias, 22 anos, revelado na base do Internacional e que estava no Brasil de Pelotas (RS). 

Antes de Alisson, a diretoria do Coxa trouxe 12 jogadores. Sete vieram após o Paranaense e são apostas para a Série B: o meia Jean Carlos, o ponta Chiquinho, os laterais Carlos César, Leandro Silva e Abner, o volante Vinícius Kiss e o centroavante Bruno Moraes.

Durante o Estadual, o clube contratou os zagueiros Alex Alves e Alan Costa, o lateral César Benítez, o volante Simião e o ponta Alvarenga.

OS 12 REFORÇOS
Jogadores contratados pelo Coritiba em 2018
Zagueiros: Alex Alves e Alan Costa
Laterais: César Benítez, Abner e Carlos Cesar
Volantes: Simião e Vinícius Kiss
Meia: Jean Carlos 
Pontas: Pablo, Alvarenga e Chiquinho
Centroavante: Bruno Moraes

Alisson Farias foi titular do Brasil-RS durante o campeonato estadual e teve boa participação na campanha que terminou com o vice-campeonato. O jogador pertence ao Internacional e tem contrato com o clube de Porto Alegre até 10 de dezembro de 2019. A negociação é que fique no Coritiba por empréstimo até o final de 2018.

No total de 2018, Alisson Farias disputou 19 jogos (16 pelo Gaúcho e 3 pela Série B), com dois gols marcados e três assistências. Ele atua como ponta ou como meia centralizado. Ou seja, pode disputar posição nas pontas com Pablo, Chiquinho, Guilherme Parede, Iago Dias e Alvarenga. Ou como meia armador com Jean Carlos, Yan Sasse, Kady e Thiago Lopes. Esses quatro meias também já atuaram pelas pontas em algumas partidas. 

Alisson Farias foi devolvido pelo Brasil-RS ao Inter após ser acusado de ato de indisciplina. O técnico Clemer afirmou que “ele saiu da delegação sem a permissão de ninguém”. O jogador divulgou nota oficial declarando que pediu autorização da diretoria para ir ao aniversário do afilhado e que houve um mal-entendido, uma falta de comunicação entre os dirigentes e a comissão técnica.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES