Brasileirão

Coritiba pode ter volta de antigos titulares e vê ‘guerra’ contra o Athletico

O atacante Igor Paixão, do Coritiba
O atacante Igor Paixão, do Coritiba (Foto: Divulgação / Coritiba)

O Coritiba enfrenta o Athletico neste domingo (19), às 16 horas, no Couto Pereira, pela 13ª rodada do Brasileirão. Se por um lado o time coxa-branca pode ter a volta de pelo nos quatro antigos titulares, por outro o clima dentro do clube é tenso, a ponto de os jogadores verem a partida deste domingo como uma “guerra”.

“Está um clima tenso, mas sabemos que tem que trabalhar para melhorar algumas coisas. A gente está determinado no jogo de domingo. Vamos em busca de uma vitória, nos traz confiança de volta”, disse o atacante Igor Paixão. “Quando fala em clássico, é guerra dentro de campo, para que possa trabalhar e continuar focado”.

A tensão tomou conta do ambiente porque o Coritiba vem de quatro jogos sem vencer. Nesse período, empatou com o Ceará (1 a 1), fora de casa; empatou com o São Paulo (1 a 1) no Couto Pereira; perdeu para o Palmeiras (2 a 0), no Couto; e perdeu para o Bragantino (4 a 2), fora de casa.

O último jogo em especial foi determinante. O técnico Gustavo Morínigo trocou 8 jogadores diante do Bragantino, na quarta-feira (15), na tentativa de poupar o elenco com vistas ao clássico deste domingo. Contudo, o time levou 3 gols no primeiro tempo, o que fez o treinador queimar quatro substituições no intervalo. A derrota de 4 a 2 deixou o Coritiba na 11ª posição na tabela. E foi o jogo em que o time amis levou gols neste Brasileirão.

O consolo é que o Coritiba deve ter a volta de vários antigos titulares. O zagueiro Henrique retorna à zaga, após ter sido poupado. O volante Willian Farias, que estava lesionado, treinou nesta sexta-feira (17) e deve ser relacionado para o jogo – nesse caso, seria titular. O meia Thonny Anderson, que cumpriu suspensão diante do Bragantino, está de volta. O atacante Leo Gamalho, outro que estava machucado, também tem chance de ser relacionado. Mas deve ficar como opção para o segundo tempo; o titular deve ser Adrian Martínez. Na lateral-esquerda, Egídio disputa posição com Diego Porfírio.

Por outro lado, o meia Robinho sofreu uma lesão muscular na quarta-feira (15) e fica de fora. E, no gol, ainda há uma dúvida sobre a situação de Alex Muralha, que falhou no primeiro gol diante do Bragantino. Na sexta-feira, a comissão técnica e a diretoria se reuniram, e um dos pontos na pauta era a questão do goleiro. Se ele não joga, entra Rafael Willian, que atuou diante do Palmeiras.