Publicidade
Pandemia

Coritiba prevê prejuízo de R$ 15 milhões com paralisação por causa do Coronavírus

CT da Graciosa: tudo parado por causa do Coronavírus
CT da Graciosa: tudo parado por causa do Coronavírus (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba prevê um prejuízo de R$ 15 milhões com a paralisação de três meses no futebol, devido ao Coronavírus. O tempo de paralisação (três meses) e o valor em dinheiro são apenas estimativas. Ainda não há definição exata para o retorno do futebol e, na parte financeira, os dirigentes vivem momento de incertezas.

Os números foram levantados pelo jornalista Jorge Nicola, que entrou em contato com os 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro. Dois afirmaram não ser possível calcular (Athletico Paranaense e Fluminense) e outros quatro não se pronunciaram (Atlético-MG, Flamengo, Palmeiras e Goiás). Clique aqui para ver o levantamento no Yahoo Esportes.

Entre os 14 que informaram dados, o Coritiba apresentou a quinta menor previsão de prejuízo. Só esperam perder menos o Red Bull Bragantino (R$ 1 milhão), o Sport (R$ 7,5 milhões), o Atlético-GO (R$ 10 milhões) e o Fortaleza (R$ 12 milhões).

O Coritiba, aliás, acredita que o prejuízo pode ser menor, de ‘apenas’ R$ 10 milhões, se os campeonatos retornarem antes. “Até maio, ou seja, durante os dois primeiros meses de paralisação, o Coxa estima uma perda de R$ 10 milhões em receitas. Se houver mais um mês sem bola rolando, o valor sobe para R$ 15 milhões, devido à bilheteria, sócio-torcedor, TV (Globo, Turner e Dazn), além de patrocínios”, explicou Jorge Nicola.

O clube paranaense tinha um contrato com a Turner para transmissão de jogos por TV fechada (canal TNT). No entanto, a empresa está buscando um acordo para desistir da competição e suspender os pagamentos.

Entre os 20 da Série A, apenas Coritiba e Bragantino não têm contrato com a Globo para transmissão em TV aberta. Os outros 18 foram avisados que o valor será reduzido em abril, maio e junho, devido à paralisação pelo Coronavírus, segundo informações da coluna Marcel Rizzo.

CONTRATOS
Em relação à DAZN, cada clube do Campeonato Paranaense vai ganhar um total de R$ 400 mil pela competição. O pagamento é feito em parcelas. Com a paralisação da competição pelo Coronavírus, os pagamentos foram suspensos.

No final de 2019, a previsão do Coritiba era de ter um orçamento anual de até R$ 100 milhões em 2020.

MAIORES
Os clubes que esperam os maiores prejuízos, entre os 14 que apresentaram dados a Jorge Nicola, são Grêmio (R$ 84 milhões), Corinthians (R$ 70 milhões), Botafogo (R$ 68 milhões), Bahia (R$ 60 milhões), Vasco (R$ 40 milhões) e Ceará (R$ 18 milhões).

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES