Violência

Coritiba repudia violência contra torcedores e Athletico dá camisas a irmãos

Os irmãos Turko visitam o CT do Caju, do Athletico
Os irmãos Turko visitam o CT do Caju, do Athletico (Foto: Reprodução de vídeo/Twitter/Athletico)

Os irmãos Matheus Turko e Larissa Turko foram agredidos por um grupo de pessoas vestidas com camisas do Coritiba, no último domingo, no Terminal do Cabral, em Curitiba. Os dois usavam camisas do Athletico Paranaense. Matheus teve a camisa arrancada por um dos agressores. Eles conseguiram escapar sem lesões.

O vídeo do incidente foi publicado no Youtube – clique aqui para assistir.

O incidente provocou reações dos clubes. O Coritiba divulgou nota de repúdio nessa quarta-feira (dia 24). “Baseado no acontecimento dessa semana, cujo vídeo circula nas redes sociais, em que pessoas identificadas como coxas-brancas abordam, com violência, um casal de atleticanos, o Coritiba Foot Ball Club vem a público, por meio desta nota de repúdio, para esclarecer que de forma alguma compactua com a atitude desses torcedores. Isso não condiz com a prática do futebol, muito menos com os valores defendidos pelo clube. A rivalidade entre times de futebol deve se limitar ao campo. Fora dele, a relação entre torcedores deve ser amistosa e de respeito. O Coritiba está à disposição das autoridades na busca pela identificação e consequente punição desses agressores. Com a identificação dos torcedores pelas autoridades policiais, o clube tomará as providências que lhe são cabíveis”, afirmou o clube alviverde.

O Athletico recebeu os irmãos no treinamento e entregou novas camisas para a dupla. O zagueiro Thiago Heleno e o meia Nikão foram os responsáveis por presentear Matheus e Larissa. O clube publicou um vídeo com a visita deles ao CT do Caju. Clique aqui para assistir.