Série B

Coritiba sofre com a arbitragem e perde para o Botafogo

Botafogo 2x0 Coritiba
Botafogo 2x0 Coritiba (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba perdeu por 2 a 0 para o Botafogo, nesse sábado (dia 5) à noite, no Estádio Nilton Santos, pela segunda rodada da Série B. Com o resultado, o time paranaense ficou em 8º lugar, com 3 pontos. A equipe carioca está na 3ª colocação, com 4 pontos. Clique aqui para ver a classificação, no site Srgoool.

A partida foi marcada por duas polêmicas. O Coritiba teve um gol anulado pelo árbitro aos 31 do 1º. Na falta perto da área, o árbitro autorizou a cobrança e andou até a barreira, tentando advertir jogadores do Botafogo. Igor bateu no ângulo e marcou um golaço. No entanto, o gol não foi validado, porque o árbitro alegou não ter autorizado. Na Central do Apito do Premiere/Sportv, o ex-árbitro Paulo Cesar Oliveira afirmou que o árbitro errou e deveria ter validado o gol. “Houve erro de procedimento”, disse. “O gol foi legal”, afirmou.

Oliveira também viu erro na marcação do pênalti para o Botafogo, aos 14 do 2º, quando a partida ainda estava 0 a 0. “A bola veio do próprio companheiro. Não tem ação de bloqueio. Portanto, não foi pênalti”, disse o ex-árbitro.

Fora a questão do apito, o Coritiba não teve uma boa atuação, nem o Botafogo. O jogo tinha desempemnho típico de empate sem gols até a marcação da penalidade. 

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES — notas para os jogadores do Coritiba.

JEJUM
A última vez que o Coritiba venceu como visitante o Botafogo foi em 2002, pela 12ª rodada do Brasileirão daquele ano. Depois daquele jogo, foram mais 13 confrontos do Coritiba como visitante contra o Botafogo, com 9 derrotas e 4 empates.

ESCALAÇÕES
O Coritiba repetiu a escalação da vitória sobre o Avaí, com o lateral-direito Natanael improvisado na esquerda. O esquema tático para defender era o 4-2-3-1, com Matheus Sales e Willian Farias como volantes. A linha de três tinha Rafinha (centro), Waguininho (esquerda) e Val (direita). Com a bola, o time apresentava variações e muita mobilidade do meio para frente. Em certos momentos, os dois laterais viravam pontas e Willian Farias recuava entre os zagueiros.

As baixas eram Jhony Douglas e Igor Paixão, ambos por Covid-19.

O Botafogo não tinha o lateral Jonathan (ex-Coritiba), os goleiros Gatito Fernández e Diego Cavalieri e o volante Kayque (coxa direita), todos lesionados.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo teve o Coritiba com mais posse de bola (60%) e empate nas finalizações (5 a 5). O time paranaense mostrou alguma qualidade no meio-campo, mas errou demais no ataque. Os dois melhores foram um gol de falta de Igor (anulado pela arbitragem) e um chute do mesmo Igor, após belo passe de Igor. O Botafogo levou perigo com os pontas Chay e Ronald. E exigiu duas boas defesas do goleiro Wilson nos 10 minutos inicais, em chutes de Navarro e Chay de dentro da área. Aos 30, o Botafogo perdeu o volante Pedro Castro (ex-Paraná), lesionado. O lateral-esquerdo Guilherme Santos (ex-Paraná) entrou improvisado nessa posição.

SEGUNDO TEMPO
O segundo tempo começou equilibrado, mas a arbitragem desequilibrou. Aos 14, o árbitro viu pênalti após a bola tocar na coxa de Val e no cotovelo de Igor. Marco Antonio cobrou, Wilson espalmou e o jogador do Botafogo aproveitou o rebote: 1 a 0. Depois disso, o Coxa morreu no jogo e o Botafogo passou a levar perigo nos contra-ataques. Aos 25, saíram Léo Gamalho e Matheus Sales para as entradas do atacante Dalberto e do meia Robinho. Aos 28, o Botafogo fez 2 a 0 em contra-ataque. Warley cruzou rasteiro e Chay completou na segunda trave. O jogo ficou truncado, sem jogadas ofensivas. Aos 36, entraram os meias ofensivos Tailson e Valdeci.

ESTATÍSTICAS
No total dos 90 minutos, o Coritiba teve 7 finalizações (1 certa), 62% de posse de bola e 84% de eficiência nos passes. Já o Botafogo somou 12 finalizações (6 certas), 38% de posse de bola e 76% de eficiência nos passes. Os dados são do site Sofascore.

BOTAFOGO 2x0 CORITIBA
Botafogo: Douglas Borges; Warley, Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Romildo; Luís Oyama (Rickson) e Pedro Castro (Guilherme Santos); Chay (Ricardinho), Marco Antônio (Enio) e Ronald (Daniel Borges); Rafael Navarro. Técnico: Marcelo Chamusca
Coritiba: Wilson; Igor, Nathan Ribeiro, Luciano Castán e Natanael; Willian Farias e Matheus Sales (Robinho); Val (Valdeci), Rafinha (Tailson) e Waguininho; Léo Gamalho (Dalberto). Técnico: Morínigo
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Gols: Marco Antonio (15-2º), Chay (28-2º),
Cartões amarelos: Nathan Ribeiro, Natanael (C). Chay, Paulo Victor (B).
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
7 - Rafael Navarro recebe na área, gira e chuta cruzado. Wilson espalma.
9 - Falta na linha de fundo. Em vez de cruzar, Chay bate direto. Wilson defende.
10 - Chay recebe na área, gira e chuta perto.
13 - Matheus Sales cai na área ao dividir com Paulo Vitor. O Coritiba pede pênalti.
18 - Rafinha dá belo passe. Igor domina na área e chuta cruzado. O goleiro espalma para escanteio;
31 - Falta perto da área. Enquanto o árbitro tentar arrumar a barreira, Igor bate no ângulo e marca um golaço. No entanto, o gol não é validado, porque o árbitro diz não ter autorizado. Na cobrança autorizada, Igor manda sobre o gol.
43 - Chay bate escanteio. Gilvan cabeceia perto, ao lado.

Segundo tempo
1 – Chay chuta de longe. Wilson defende, quase no centro.
4 – Léo Gamalho recebe na área e rola para trás. Val chuta de fora da área. A bola vai ao lado.
14 – Chay cobra escanteio. A bola bate na coxa de Val e toca no cotovelo de Igor. O árbitro marca pênalti.
15 - Gol do Botafogo. Marco Antonio bate, Wilson espalma e o próprio Marco Antonio aproveita o rebote.
24 - Rafinha enfia. Natanael recebe na área e chuta perto, sobre o gol.
28 - Gol do Botafogo. Warley cruza rasteiro da direita. A bola atravessa a área e sobre na segunda trave para Chay chutar.
41 – Ricardinho bate escanteio. Gilvan cabeceia sobre o gol.