Mercado da bola

Coritiba supreende, demite o ídolo Rafinha e torcedores lamentam

Rafinha
Os filhos de Rafinha em 2019, na reestreia do pai pelo Coritiba
Rafinha
Natália, esposa de Rafinha, faz desabafo no Instagram
Rafinha
Rafinha (Foto: Arquivo Bem Paraná/Valquir Aureliano)
Os filhos de Rafinha em 2019, na reestreia do pai pelo Coritiba
Os filhos de Rafinha em 2019, na reestreia do pai pelo Coritiba (Foto: Arquivo Bem Paraná/Valquir Aureliano)
Rafinha
Rafinha (Foto: Arquivo Bem Paraná/Valquir Aureliano)
Natália, esposa de Rafinha, faz desabafo no Instagram
Natália, esposa de Rafinha, faz desabafo no Instagram (Foto: Reprodução/Instagram/nataliaosimionato)

Rafinha, 38 anos, foi demitido pelo Coritiba. O clube decidiu rescindir o contrato do jogador, que terminaria em abril. O valor da multa rescisória é proporcional ao salário e aos meses restantes de contrato. No entanto, os valores não foram divulgados.

Ídolo da torcida, Rafinha tem forte identificação com o clube. Os filhos do jogador, por exemplo, são torcedores do Coritiba e participativos.

A maneira como Rafinha foi demitido provocou reação negativa de muitos torcedores em redes sociais. “Sou a favor da profissionalização do clube, sei que é um processo lento e as vezes doloroso, mas numa instituição de futebol os jogadores que representaram uma geração precisam ser respeitados como tal e não como um funcionário qualquer”, disse o médico Felipe Bueno, torcedor do Coritiba.

O torcedor Glauco Gasparin Arruda, o Glaucoxa, também lamentou. "Esperei a versão do clube/diretoria pra me posicionar. Achei muito ruim a forma que trataram o Rafinha, que foi o jogador com mais feitos no Coritiba, considerando os últimos 15/20 anos. Merecia ter despedida com o devido reconhecimento. Com antecedência e último jogo/homenagem", escreveu.

A diretoria poderia ter comunicado o jogador durante as férias ou no final da temporada 2021. O jogador se reapresentou com o grupo para treinamentos na segunda-feira (dia 3) e avisou que pretendia cumprir o contrato. Cogitou até renovar o vínculo para disputar o Brasileirão.

“Não sei nem o que dizer. Fui pego de surpresa. Eu tinha decidido cumprir meu contrato. Era o clube onde queria encerrar minha carreira, mas disseram que eu não faço mais parte dos planos. Não sei o que vou fazer, vou pensar, conversar com a minha família, se eu encerro minha carreira, se eu analiso propostas. Vamos ver o que vai acontecer. Sigo com muito carinho e amor por esse clube, que eu torço e minha família torce”, disse Rafinha, ao ge.

A esposa de Rafinha, Natália, usou o Instagram para desabafar — clique aqui para ver

A diretoria ainda não se pronunciou sobre a saída de Rafinha. Ainformação é que o departamento de futebol vai explicar a decisão.

Às 13h30, o Twitter oficial do Coritiba comunicou a saída do jogador. "Obrigado, Rafinha! O ídolo Rafinha se despediu hoje do Coritiba encerrando um ciclo vitorioso e de muita identificação. Foram mais de seis anos vestindo a camisa coxa-branca em suas duas passagens pelo clube. Ao todo foram 268 jogos honrando o manto alviverde e 48 gols marcados. No Coxa foi onde Rafael da Silva Francisco se identificou, virou torcedor e colocou para sempre seu nome na história do clube. O jogador deixa o Verdão como o 11º atleta que mais vezes vestiu a camisa do Coritiba. Muito obrigado por sempre honrar nossa camisa alviverde. Terá sempre nossa gratidão e estará para sempre em nossas lembranças e corações", diz o texto.

HISTÓRIA
Rafinha chegou ao Coritiba em 2010 e ficou no clube até 2013. Virou ídolo da torcida com grandes atuações e conquistas. Depois passou por Al-Shabab e Cruzeiro. Voltou ao clube paranaense em 2019, com a ideia de encerrar a carreira no Alto da Glória. Em toda história, o jogador somou 268 partidas e 48 gols pelo clube. Em 2021, foram 46 jogos (28 como titular), 1 gol e 12 assistências.