Experiência entra em campo

Coritiba tem a 4ª maior média de idade da Série B e veteranos em alta

Robinho e Castán: veteranos em alta
Robinho e Castán: veteranos em alta (Foto: Divulgação/Coritiba)

O Coritiba apostou em veteranos para a temporada 2021 e vem colhendo bons resultados na Série B. Líder da competição, o clube tem a quarta maior média de idade, considerando os titulares escalados nas 23 rodadas, com 29,0 anos.

Dos 11 do time-base do Coritiba, sete estão acima dos 30 anos: o goleiro Wilson (37 anos), os zagueiros Luciano Castán (32) e Henrique (34), o volante Willian Farias (32), o meia Robinho (33), o ponta Waguininho (31) e o centroavante Léo Gamalho (35).

Completam o time o volante Val (26) e três novatos formados nas categorias de base: o ponta Igor Paixão (21) e os laterais Guilherme Biro (21) e Natanael (19).

O “12º jogador” do elenco é o meia-atacante Rafinha, 38 anos, que atuou em 19 das 23 rodadas. O banco conta ainda com mais dois veteranos: o goleiro Alex Muralha (31) e o zagueiro Nathan Ribeiro (31).

FATOR EXPERIÊNCIA
Os quatro times com maior média de idade da Série B estão na metade de cima da tabela. O Sampaio Corrêa tem a maior média, com 30,8 anos, e figura na sétima colocação. O artilheiro da equipe, com 8 gols, é o centroavante Ciel, de 39 anos.

A segunda maior média é do Avaí, com 30,4 anos, que está na quinta colocação na tabela e luta pelo acesso.

O Operário, de Ponta Grossa, tem a terceira maior média, com 29,3 anos. Os artilheiros do time são os centroavantes Ricardo Bueno (4 gols) e Paulo Sérgio (3 gols). O primeiro tem 34 anos e o segundo, 32.

Dos cinco times com menor média de idade, quatro estão lutando contra o rebaixamento: Vitória (25,0 anos), Ponte Preta (25,4), Londrina (25,6) e Brasil de Pelotas (26,0). A exceção é o Botafogo (26,0 anos), que figura na 3ª posição. O destaque do time é o meia-atacante Chay, 30 anos, artilheiro da equipe com 8 gols.