Publicidade
Mercado da bola

Coritiba vê contratos de Rafinha, Jorginho e Pastana como primeiro passo para 2020

Jorginho: desejo de permanecer no Coritiba em 2020
Jorginho: desejo de permanecer no Coritiba em 2020 (Foto: Valquir Aureliano)

Rafinha, Jorginho e Rodrigo Pastana. Essa “trinca” ficará ou não no Coritiba para 2020? Depois de conseguir o retorno à primeira divisão, o clube vê os três como o primeiro passo para definir a próxima temporada. Seriam necessáriam negociações em todos os casos para as permanências.

Pastana, o diretor de futebol, seria a primeira da lista por um motivo simples: foi ele quem montou o elenco de 2019 – e foi ele quem trouxe o técnico Jorginho. Pastana, curiosamente, tem contrato com o Coritiba apenas até o fim deste ano e dependeria de uma conversa para renovar.

Jorginho, o treinador, também tem contrato se encerrando ao fim deste ano. Ao menos, ele já demonstrou vontade em permanecer. “Existe a minha vontade de permanecer. Me senti em casa, uma organização muito boa”, declarou ele, no domingo (1), quando o time foi recebido com festa pela torcida, após o acesso à primeira divisão nacional. “A partir de hoje eu torço para o Coritiba no Paraná. Independente do que aconteça, vamos conversar”. Jorginho até fez planos ousados. “Sei que temos condições de crescer. Queremos a (vaga na) Libertadores”.

Rafinha, o meio-campista, até tem contrato por mais um ano – até o fim de 2020. Mas havia dado a entender que poderia se aposentar ao fim deste ano. O meia está com 36 anos e sofreu algumas lesões durante a Série B, sendo que uma delas quase o tirou de combate na reta final. Nesta segunda-feira (2), no Globo Esporte, ele afirmou que pretende descansar e que ainda vai definir seu futuro, mas deu pistas de que poderia jogar mais um ano – principalmente se Jorginho ficar. No domingo, ele foi um dos mais ovacionados pela torcida, que pedia “Fica, Rafinha”.

Outros contratos

Depois dessa trinca, o Coritiba ainda tem outros contratos a ver. Vários dos titulares de 2019 possuem vínculos apenas até este ano. E alguns foram titulares na temporada, casos do goleiro Alex Muralha, dos laterais Diogo Matheus e William Matheus, do zagueiro Sabino, do volante Matheus Sales, dos meias Giovanni e Juan Alano e do atacante Robson.

Algumas renovações podem ser mais fáceis. Giovanni já manifestou interesse em ficar e Robson está sem vínculo com outros clubes. Por outro lado, Alex Muralha está vinculado ao Flamengo. Sabino veio por empréstimo junto ao Santos. E Juan Alano depende de um aval do Internacional.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES