Coritiba vive um dos maiores jejuns de vitória do Brasileirão 2013

Coritiba e Internacional ficaram no empate em 0 a 0 no último domingo (1º), em jogo fraco tecnicamente, com poucas oportunidades de gol. Um retrato do momento vivido pelas duas equipes: os paranaenses não vencem há cinco jogos no Brasileirão, enquanto os gaúchos encaram um jejum de sete partidas no campeonato.

Em seus últimos cinco jogos, o Coritiba empatou duas vezes (contra Portuguesa e Internacional, em casa) e perdeu outras três (contra o Vasco, no Couto Pereira, e contra o Corinthians e o Criciúma, fora de casa). Já o Internacional, se por um lado vive um jejum de sete jogos, por outro não perde há seis partidas no Brasleirão (seis empates consecutivos).

Com tal sequência, Coritiba e Internacional vivem, respectivamente, o 1º e o 3º maior jejum de vitórias no Brasileirão. Entre as duas equipes fica o Náutico, lanterna do campeonato, que não vence há seis jogos (cinco derrotas e um empate).

Em toda a historia do Brasileirão, a maior sequência sem vencer do Coritiba foi em 1986. Um ano após a conquista do título nacional, o time do Alto da Glória amargou um jejum de 10 partidas, com três treinadores passando pela equipe no período: Nicanor de Carvalho, Krüger e Pedro Rocha.

Durante todo o campeonato, que está em sua 17ª rodada, outras equipes amargaram longos jejuns, mas, diferentemente de Coxa (6º) e Inter (7º), estão na parte de baixo da tabela. O detentor da maior sequência sem vitórias nesta edição do Brasileirão é o São Paulo, que ficou doze rodadas sem saber o que é vencer, com cinco empates e sete derrotas. A Portuguesa ficou sete jogos sem ganhar (três empates e quatro derrotas), e o Santos, seis, com cinco empates e uma derrota).

A chance para o Coritiba pôr fim à má fase é na próxima quinta-feira (5), quando a equipe irá enfrentar o Botafogo no Maracanã. Em caso de derrota, o Coxa, que chegou a liderar o Brasileiro, poderá ficar oito pontos distantes do G4.