Vacinação

Covid-19: Paraná decide nesta terça-feira sobre vacinar adolescentes sem comorbidades

Beto Preto: “Quem compra vacina no Brasil é o Ministério da Saúde”
Beto Preto: “Quem compra vacina no Brasil é o Ministério da Saúde” (Foto: Franklin de Freitas)

Curitiba abre na quinta-feira (23) a vacinação para os adolescentes nascidos entre 24 de setembro de 2003 e 23 de setembro de 2009, com deficiência severa e permanente. Além destes, serão vacinados também os adolescentes com comorbidades, nascidos a partir de 24 setembro de 2003 e em 2004 todo.
O tema ganhou polêmica na semana passada, quando o Ministério da Saúde deixou de recomendar a vacinação de adolescentes sem comorbidades alegando que foram registrados casos de reações à vacina neste grupo.

Sobre o assunto, o prefeito Rafael Greca gravou um vídeo comentando que espera que “O Ministério da Saúde coloque a mão na cabeça e aceite a decisão da Anvisa de que todos os adolescentes do Brasil merecem imunização já”, disse.

No Paraná, a decisão sobre o início da vacinação de adolescentes deve vir nesta terça-feira (21). O secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, afirmou em entrevista coletiva na manhã de segunda-feira que se reunirá nesta terça com secretários municipais de Saúde para decidir sobre o início da vacinação de adolescentes sem comorbidades.

“A partir de amanhã (terça) vamos conversar com secretários municipais de Saúde e com a direção do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde para tomar uma decisão fechada no Paraná”, disse Beto Preto. Segundo ele, será possível iniciar a imunização pelos grupos prioritários nessa faixa etária, já que 94,23% da população paranaense com mais de 18 anos já recebeu uma dose, duas doses ou a dose única.

A princípio serão vacinados os adolescentes entre 12 e 17 anos com comorbidades, deficiências permanentes, indígenas, gestantes ou privados de liberdade. Segundo Beto Preto, não adianta estender a vacinação neste momento para o restante dos adolescentes, pois o Estado precisa de uma previsão do Ministério da Saúde.

“Quem compra vacina no Brasil é o Ministério da Saúde, para que possamos garantir a utilização correta das vacinas precisamos ter a garantia de que Ministério vai garantir as vacinas da Pfizer (única autorizada no país para essa faixa etária). Precisamos ter a garantia de que serão compradas para distribuirmos aos municípios”, disse.
Beto Preto disse que o Paraná vem cobrando que o Ministério volte a recomendar a vacinação geral de adolescentes.

Capital abre repescagem contínua em 22 pontos de imunização contra a Covid-19

A partir de hoje, os pontos de vacina anticovid em Curitiba terão sempre doses disponíveis de repescagem para todos os grupos já convocados. As repescagens contínuas são referentes a primeira dose, segunda dose e dose de reforço.

A primeira dose estará disponível para todos com 18 anos ou mais que ainda não se vacinaram. A primeira dose também estará disponível para gestantes e puérperas (mães que tiveram filhos até 45 dias) que tenham 12 anos ou mais, com apresentação de declaração médica.

Para receber a vacina de primeira dose, a Secretaria Municipal da Saúde a realização de cadastro antecipado na plataforma Saúde Já no site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br ou pelo aplicativo do celular. O cadastro agiliza o processo da vacinação.

Também é preciso apresentar um documento de identificação com foto e CPF. Além disso, é preciso apresentar comprovante de residência com endereço de Curitiba.

Segunda Dose — Também estará disponível a segunda dose para todos que já foram chamados e ainda não compareceram. A data de convocação da segunda dose pode ser conferida no aplicativo Saúde Já.

Para receber a segunda dose da vacina, basta procurar um dos pontos de vacinação da cidade e levar um documento de identificação com foto e CPF.

Dose de Reforço — Além da primeira e segunda dose, os pontos de vacina oferecerão de forma permanente a dose de reforço para idosos com 70 anos ou mais, que vacinaram a segunda dose há 180 dias ou mais. Também são contemplados imunossuprimidos que já completaram 28 dias ou mais da segunda dose.

As pessoas que têm direito à dose de reforço receberam uma mensagem de “pop-up” com a convocação no aplicativo Saúde Já Curitiba. Esta mensagem deve ser mostrada no momento da vacinação.

Desde o fim de semana, o Pavilhão da Cura, no Parque Barigui, deixou de ser um dos locais para a vacinação contra a Covid. O local funcionou até o sábado passado. Com isso, a Secretaria Municipal de Saúde agora tem 22 pontos de vacinação, a maioria em psotos de saúde.

Quinta-feira

Adolescentes devem vir acompanhados dos pais

  • A vacina para adoelscentes com comorbidade estará disponível a partir de quinta-feira em 22 pontos de vacinação, das 8h às 17h. Os pais e/ou responsáveis devem acompanhar o adolescente durante a vacinação, para a assinatura do termo de consentimento. A expectativa é vacinar 9 mil pessoas.
  • Os adolescentes de 12 a 17 anos acamados também começarão a ser vacinados a partir de amanhã. A partir dehoje, já será possível entrar em contato com a Central de Atendimento 3350-9000 para se inscrever, nos casos dos pacientes que não são acompanhados pelo SUS. Quem já é acompanhado, basta apenas aguardar o contato da equipe da unidade de saúde.
  • Para receber a vacina, a Secretaria Municipal da Saúde orienta que os pais e/ou responsáveis façam o cadastro antecipado do adolescente, como seu dependente, na plataforma Saúde Já no site www.saudeja.curitiba.pr.gov.br ou pelo aplicativo do celular. O cadastro agiliza o processo da vacinação.

Boletins Covid-19

Dia 20/09

Curitiba
Novos casos 311
Mortes 10
Total
Casos 290.083
Mortes 7.439

Paraná
Novos casos 1.991
Mortes 42
Total
Casos 1.486.040
Mortes 38.274

Brasil
Novos casos 7.884
Mortes 203
Total
Casos 21.247.667
Mortes 590.955