Publicidade
Campo Largo

Craque paranaense do futebol digital vai defender o Avaí no E-Brasileirão

Eduardinho com a camisa do Avaí
Eduardinho com a camisa do Avaí (Foto: Divulgação)

Pela primeira vez na história, a cidade de Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba, terá um representante na elite do futebol digital do Brasil. Com 15 anos, o jovem Eduardo Spek de Freitas vai representar o Avaí (SC) no E-Brasileirão, que reúne representantes dos 20 clubes da Série A, no início de dezembro: a competição no game Pro Evolution Soccer (PES 2020) é realizada no Rio de Janeiro e terá transmissão do canal por assinatura SporTV, com um prêmio de R$ 20 mil ao grande campeão.

Mesmo com a pouca idade, ‘Eduardinho’ já é um dos principais jogadores do Paraná: neste ano, o campo-larguense chegou a liderar o ranking de competições da Federação Paranaense, foi vice-campeão da Taça Paraná e disputou a Copa Paulista, onde avançou às fases eliminatórias. “Foi um ano muito bacana e que vai terminar com chave de ouro. Jogar um E-Brasileirão é um sonho que se torna realidade, que só foi possível graças ao apoio da minha família e dos colegas de treinos e competições aqui no Paraná”, ressalta Freitas.

Para representar o Avaí, Eduardo Freitas precisou conquistar o título da seletiva do time catarinense, que reuniu mais de 100 jogadores entre fases on-line e presenciais. Na fase final, realizada no Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC), o paranaense mostrou sua força: foram quatro vitórias em quatro jogos, com 15 gols marcados e nenhum sofrido. Na decisão, vitórias de 3x0 e 4x0 sobre o catarinense Ramon e vaga garantida entre os 20 melhores ciberatletas do país.

Fase Final

As seletivas dos demais clubes da Série A serão finalizadas até dia 23 deste mês, quando ‘Eduardinho’ conhecerá os demais adversários em busca do título nacional. Na fase final, que é disputada na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), os clubes são divididos em cinco grupos com quatro equipes, que jogam entre si em turno único, e as duas melhores avançam às quartas-de-final.

Se no futebol real a equipe catarinense na luta contra o rebaixamento para a Série B, no futebol digital a esperança é de uma boa campanha frente aos grandes do país. “Tive a oportunidade de acompanhar um jogo do Avaí pelo Brasileirão [contra o Palmeiras], quando estive na fase final da seletiva, e vi o quanto a torcida é apaixonada pelo clube e apoia o time. Será um orgulho muito grande representar o Avaí, a sua torcida, e também o pessoal do Paraná, especialmente aqui de Campo Largo”, destaca o jogador.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES