Cresce a confiança de empresários da construção, mostra pesquisa da CNI

A confiança dos empresários do setor da construção aumentou em novembro em relação a outubro. É o que mostra a Sondagem Indústria da Construção, divulgada nesta quinta-feira, 19, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI). O levantamento mostra um leve recuo nos indicadores de produção, mas o índice de intenção de investimento atingiu 42,2 pontos contra 37,9 pontos registrados em outubro, o que mostra esse otimismo em relação aos rumos do setor.

O indicador da Sondagem varia de zero a 100 pontos e, quanto maior o valor, maior é a disposição do empresário de investir.

"A confiança dos empresários aumentou, impulsionada pelas condições da empresa, principalmente. Os números mostram otimismo em relação aos rumos do setor", afirma a economista da CNI Dea Fioravante, em nota divulgada pela entidade.

O indicador que mostra que o nível de atividade recuou para 49 pontos em novembro, ante 49,9 pontos. O índice de número de empregados caiu de 48,5 pontos para 47,4 pontos.

"O resultado era esperado, uma vez que o período entre novembro e janeiro é usualmente de baixa atividade para o setor, com registros históricos de desaceleração", diz a CNI.

Expectativas

O indicador que mede a expectativa de nível de atividade aumentou 2,4 pontos na comparação entre novembro e outubro, atingindo 57,3 pontos e os de novos empreendimentos e serviços atingiu 56,6 pontos, com alta de 2,7 pontos.

Com relação a compras de insumos e matérias-primas, as expectativas também melhoraram, o índice subiu 2,5 pontos na comparação mensal e 3,9 pontos na comparação anual, atingindo 56,7 pontos.

A Sondagem da Construção foi feita de 2 a 11 de dezembro com 469 indústrias do setor.