Publicidade
Terceira idade

Cresce a procura por cursos no exterior pelos maiores de 60 anos

(Foto: Divulgação)

Com o envelhecimento da população brasileira, as escolas no exterior e agências de viagens no Brasil, como a Experimento Intercâmbio Cultural, empresa de educação do grupo CVC, já estão se readequando para oferecer opções de cursos no exterior para o público acima dos 60 anos

Além do estudo em sala de aula, esses programas já incluem atividades extras, a pedido do público da melhor idade, como aulas de dança no País em visita, visita guiada em museus e de acordo diferentes interesses

Experimento oferce mais de 30 opções de programas voltados exclusivamente ao público acima dos 60 anos

Uma constatação da Experimento Intercâmbio Cultural, que maior rede especializada em intercâmbio do país, empresa de educação do grupo CVC, mostra uma tendência no mercado de intercâmbio: o aumento na procura de intercâmbio pelo público acima de 60 anos.

Segundo levantamento da agência de intercâmbio, a procura por essa modalidade de intercâmbio mais do que dobrou no último ano entre a faixa etária de brasileiros que, até então, no passado, não tiveram tempo ou condições financeiras de ter uma vivência internacional, representando hoje, em torno de 10% do total de vendas da Experimento em 2018.

Com o envelhecimento da população, as escolas no exterior estão se readequando para atender ao aumento da demanda pelo público com mais de 60 anos. Desta forma, estão nascendo, programas de intercâmbio exclusivos para o público sênior, inclusive com hospedagem em hotéis, casas de famílias e salas de aulas melhores preparadas. Além dos tradicionais cursos de idiomas, também é possível fazer aulas de culinária, dança e artes, por exemplo, de acordo com interesses do aluno.

A professora aposentada, Maria Eugênia Guerra, 67 anos, procurou no final do ano passado uma das lojas da Experimento com o desejo de realizar seu primeiro intercâmbio.“Sempre fui aventureira e gostei de viajar, mas a oportunidade de viver temporariamente em outro país e estudar outro idioma veio agora, na terceira idade”, disse a cliente, que acabou de retornar de uma viagem a Roma, na Itália.“Procurei a Experimento para me auxiliarem com o planejamento da viagem e a experiência foi incrível”, disse a cliente, confidenciando que gostou tanto da experiência que já fechou com a Experimento o seu próximo intercâmbio – vai embarcar para Londres, em agosto.

Renata Bueno, gerente de produtos da Experimento Intercâmbio Cultural, comenta que antigamente, fazer intercâmbio era algo praticamente exclusivo para adolescentes. Nos últimos anos, vivenciar uma nova cultura em outro país, aprendendo ou aperfeiçoando um idioma, já não tem mais idade. “ Os cursos estão cada vez mais acessíveis e segmentados de acordo com o interesse do viajante, independemente do nível e conhecimento do idioma” comenta especialista, lembrando que somente a Experimento oferce mais de 30 opções de programas voltados exclusivamente ao público acima dos 60 anos.

Sobre a Experimento Intercâmbio Cultural

Com mais de 50 anos de experiência no Brasil, a Experimento é a maior rede especializada em intercâmbio cultural do País, com foco em educação internacional para brasileiros.

Desde 1964, oferece às famílias brasileiras, em seus diferentes momentos de vida, portfólio com soluções completas em intercâmbio cultural com programas de Ensino Médio no exterior (High School), Cursos de Idiomas, Au Pair, Programas de Férias, Universitários e Formação Profissional, além de uma gama de serviços complementares, que podem ser adicionados às viagens, como passagens aéreas internacionais, hospedagem e seguro viagem.

Atualmente, possui uma rede formada por mais de 50 lojas em 20 Estados e uma equipe de “Experts” que garantem atendimento personalizado aos clientes e opções de estudo em mais de 30 países, nas melhores instituições educacionais do mundo.

A Experimento Intercâmbio Cultural é a única agência de intercâmbio da América Latina a contar com o selo vitalício “StarAward”, com seu padrão de qualidade atestado pela premiação global mais respeitada neste segmento, a “Star Awards for International Education”, da Study Travel Magazine.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES