Tragédia

Crianças ficam três dias com os pais mortos acreditando que eles estivessem dormindo

(Foto: The Sun/VK.com)

Uma verdadeira tragédia aconteceu recentemente em Bolshoye Kuzomkino, na Rússia. Alexander Yakunin, de 30 anos, e sua esposa Viktoria, de 25, faleceram em casa, enquanto dormiam. Os filhos do casal, de 5 e 1 ano de idade, estavam em casa e não notaram o falecimento, ficando alguns dias em casa com os pais mortos, acreditando que eles estivessem dormindo.

Segundo informações do jornal The Sun, o falecimento só foi descoberto depois que familiares estranharam a ausência de Alexander e Viktoria num evento familiar. Preocupados, ligaram para a casa da família e quem atendeu foi a filha mais velha, de 5 anos, que relatou que seu pai e sua mãe estavam "dormindo há muito tempo", relatando ainda que o pai tinha "ficado todo preto".

O relato espantou a tia da menina, Natalia Bakulina, de 36 anos, que correu para a casa da família e então descobriu que Alexander e Viktoria haviam morrido há três dias. Nesse período, a menina mais velha ficou cuidando do irmão mais novo, agurdando os pais acordarem.

Ainda não está claro o que teria acontecido com o casal. Sem os pais, as crianças agora estão morando com o avô paterno.

A suspeita principal é que os áis tenham sido vitiamos por uma intoxicação grave chamada botulismo. DIas antes da tragédia, Alexander havia recebido da avó um pote de picles em conserva, que estaria contaminado com a toxina botulínica, produzida por uma bactéria. Ao ingerir alimentos contaminados, principalmente conservas vegetais, a pessoa pode se intoxicar e corre o risco de o quadro evoluir para paralisia e até insuficiência respiratória.

As respostas definitivas, entretanto, só virão após a realização de exames necropsiais.