Publicidade
De Importunação a estupro

Crimes contra a dignidade sexual sobem 43% em Curitiba

Até o mês passado, Curitiba tinha registro de 62 casos de importunação sexual dentro de ônibus
Até o mês passado, Curitiba tinha registro de 62 casos de importunação sexual dentro de ônibus (Foto: Franklin de Freitas)

Os casos de crimes contra a dignidade sexual estão em alta neste ano em Curitiba e no Paraná. Segundo estatísticas dos meses de janeiro a setembro deste ano, divulgadas pela Secretaria de Segurança Pública na sexta-feira passada, a Capital registrou 963 casos no período, alta de 43,5% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram 671 ocorrências com registro. No Paraná também houve alta — 6.764 casos em nove meses deste ano contra 5.819 em 2018, alta de 16,2%.

Os crimes contra a dignidade sexual englobam desde a importunação sexual à divulgação de imagens e vídeos com conteúdo sexual sem consentimento até o estupro coletivo.

Curiosamente o estudo mostra que o horário e dias da semana quando acontecem mais ocorrências se concentram entre segunda e sexta-feira, no período da tarde, seguido pela manhã, também de segunda a sexta-feira.

Furtos e roubos — O relatório mostra também que algumas áreas tiveram redução acetuada. Os casos de roubos caíram 19,2% e os furtos 10,3% no Estado. Em números absolutos, foram registrados 32 roubos a menos por dia em todo o Estado: de janeiro a setembro de 2018 foram 46.255 ocorrências e no mesmo período deste ano foram 37.335.

A queda foi ainda mais expressiva em relação a furtos: 49 a menos por dia (129.917 no ano passado contra 116.419 neste ano).
O crime de roubo apresentou redução em todas as modalidades do relatório no Paraná: veículo (-27%), ambiente público (-16%), residência (-27,6%) e comércio (-25,7%). Curitiba apontou uma queda de 21% nos roubos. Foram 4.103 registros a menos durante o período, o que resultou em menos 15 casos de roubo por dia na Capital.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES